Palmeiras pede efeito suspensivo e recorre no TJD para ter Jailson na semi

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

  • MARCO GALVãO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

    Jailson pegou três jogos de suspensão por incidentes no jogo com o Corinthians

    Jailson pegou três jogos de suspensão por incidentes no jogo com o Corinthians

O Palmeiras entrou com pedido de efeito suspensivo e vai recorrer da decisão do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) que puniu o goleiro Jailson com três jogos de gancho na última segunda-feira (19). A intenção é ter o titular já na primeira partida da semifinal, neste final de semana.

O clube alviverde espera que o efeito suspensivo seja apreciado pelo TJD entre esta quinta (22) e sexta (23), o que liberaria Jailson para a primeira semifinal. Depois, em julgamento do recurso, o Palmeiras tentaria reduzir a pena do goleiro para liberá-lo também para o restante da competição.

Jailson foi punido com dois jogos pelo carrinho dado em Renê Júnior na derrota por 2 a 0 para o Corinthians, em 24 de fevereiro, e mais um jogo por declarações contra a arbitragem após o clássico. Como já havia cumprido uma suspensão automática na primeira fase contra o São Caetano, teria que ficar de fora de mais duas partidas no mata-mata.

A demora para julgar Jailson pela expulsão aconteceu pela insistência do TJD em decidir sobre todos os casos envolvendo o Palmeiras de uma só vez - além do cartão vermelho e das declarações de Jailson, também foram julgados Dudu (advertido por também criticar a arbitragem) e Felipe Melo (absolvido da acusação de ofender o juiz).

Na segunda partida das quartas de final, ocorrida na última quarta (21), Jailson cumpriu o segundo dos três jogos da suspensão. O Palmeiras goleou o Novorizontino por 5 a 0, e Fernando Prass substituiu o titular na meta alviverde.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos