Campeões mundiais pelo Corinthians voltam em alta e surpreendem até Carille

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Ralf em ação pelo Corinthians após o retorno: atuação segura contra o Bragantino

    Ralf em ação pelo Corinthians após o retorno: atuação segura contra o Bragantino

O Corinthians acertou no começo deste ano, de forma surpreendente, os retornos de dois campeões mundiais pelo clube em 2012. Vistos com desconfiança, a dupla Ralf e Emerson Sheik conseguiu, em pouco tempo, justificar as contratações com atuações seguras e até decisivas no time que enfrentará o São Paulo neste domingo pela semifinal do Campeonato Paulista.

Na noite da última quinta-feira, contra o Bragantino, o volante de 33 anos ganhou a posição do titular Gabriel por causa da estatura, mas fez muito mais que isso. O experiente jogador, que veio do futebol chinês, desarmou, aplicou chapéu e deu a assistência para o primeiro gol corintiano marcado por Sidcley.

Ao fim do jogo marcado pela classificação do Corinthians à semifinal do Campeonato Paulista, o jogador ganhou elogios do técnico Fábio Carille, que explicou a alteração na equipe corintiana na partida decisiva e ainda celebrou o fortalecimento do elenco.

"Eu conheço o Ralf desde o Barueri, trabalhamos lá em 2008. O Gabriel é perna mais rápida, encurta mais rápido. O Ralf tem mais imposição, força por cima, era isso que a gente precisava. Meu grupo vai se formando. Que bom ver jogadores entrando hoje. Teremos uma sequência boa, muitos jogos, vamos precisar de muita gente", disse.

O treinador ainda brincou com o desempenho técnico do volante, que durante o jogo até arriscou lances mais difíceis, como arrancadas pelos lados e cruzamentos na área. "Eu estou achando que trocaram os joelhos do Ralf, o bicho está mais habilidoso", afirmou Carille.

Ale Cabral/AGIF
Sheik ganhou espaço nos últimos jogos

Sheik também é exaltado

Nas duas últimas semanas, o treinador alvinegro já havia feito o mesmo em relação a Sheik. Os elogios públicos vieram à tona após o atacante de 39 anos marcar o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Mirassol e abrir o placar no triunfo por 2 a 0 contra o Deportivo  Lara-VEN, na Libertadores.

Na ocasião, Carille afirmou que Sheik, além de ter sido importante dentro de campo, desempenhava também um papel de líder no jovem elenco do Corinthians. Cássio, remanescente do título Mundial, voltou a falar sobre essa condição após a vitória sobre o Bragantino.

Para o goleiro, Ralf e Sheik, mesmo com mais aparições no banco de reservas, ajudam a unir o elenco por causa do comprometimento mostrado nos treinos.

"Ele [Ralf] é um cara que conheço há muito tempo, é fera dentro e fora de campo, como pessoa, tem comprometimento com o grupo. Quando ele estava fora, ele sempre estava tentando ajudar todo mundo. É uma cara que ajuda muito, assim como Sheik. Precisa disso, temos uma equipe muito jovem. Chegaram contratações jovens. Precisamos de jogadores assim também", frisou Cássio.

Na partida de ida da semifinal do Estadual, Sheik tem boas chances de voltar ao time titular na vaga de Júnior Dutra - diante do Bragantino, ele acabou poupado por Carille. Ralf, por sua vez, deve voltar ao banco de reservas para ficar como opção de Gabriel.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos