Topo

Futebol


Em noite de Jaílson, Palmeiras bate Santos e abre vantagem na semifinal

Secretaria de Esportes de São Paulo
Imagem: Secretaria de Esportes de São Paulo

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

2018-03-24T20:54:46

24/03/2018 20h54

O Palmeiras levou a melhor na primeira semifinal do Campeonato Paulista. Graças a Jaílson. O goleiro, que foi liberado para entrar em campo após efeito suspensivo, fez pelo menos quatro grandes defesas ao longo da partida e garantiu a vitória por 1 a 0 sobre o Santos, em duelo disputado na noite deste sábado (24), no estádio do Pacaembu, e que marcou o reencontro de Lucas Lima com a torcida santista. O gol palmeirense foi marcado por William, logo aos 12min de jogo.

O time alviverde teve controle da partida na etapa inicial, mas seu setor defensivo acabou dando bobeira em diversos lances, o que permitiu ao Santos gostar da partida e pressionar o rival, especialmente no segundo tempo. A sorte do Palmeiras é que Jaílson estava em noite inspiradíssima.

O Palmeiras agora joga pelo empate na terça-feira (27), às 20h30, novamente no Pacaembu, para avançar à grande decisão do Paulistão. Já o Santos precisa vencer por um gol de diferença para levar o duelo para os pênaltis – e de um triunfo por dois gols para se classificar.

O melhor: Jaílson

Jaílson foi liberado após efeito suspensivo e não só deu conta do recado como foi o melhor em campo no Pacaembu. Foram pelo menos três grandes defesas ao longo da partida. Salvou a desatenta defesa palmeirense.

O pior: Diogo Vitor

Aparentemente nervoso com o clássico, errou muitos passes e perdeu muitas bolas. Acabou substituído na metade da segunda etapa depois de não aproveitar um contra-ataque e mais uma vez ser desarmado.

Palmeiras domina 1ºT, mas leva sustos. Jaílson salva

Tranquilo em campo, o Palmeiras soube controlar o jogo na maior parte do primeiro tempo. Começou melhor e depois de bela jogada iniciada por Keno chegou ao gol, aos 12min, com Dudu cruzando rasteiro e encontrando William, livre, dentro da pequena área. Mais consistente e tocando a bola com facilidade, teve oportunidades para ir para cima e ampliar, mas não o fez. Assim, deixou o Santos crescer e viu Jaílson fazer dois milagres aos 44min, primeiro em chute à queima-roupa de Gabigol (após falha feia de Thiago Martins) e depois em cabeceada de Renato.

Torcida do Santos ‘marca’ Lucas Lima

Ale Cabral/AGIF
Imagem: Ale Cabral/AGIF
Como já era esperado, o ex-santista Lucas Lima foi vaiado pelos torcedores desde a primeira vez que encostou na bola. “Lucas Lima, vai se f..., o meu Santos não precisa de você” foi um dos cantos ouvidos no Pacaembu. Foi, aliás, a primeira vez que o meia reencontrou a torcida santista. No primeiro duelo entre as equipes, só a equipe alviverde compareceu. Neste sábado, teve boa atuação, mas longe de ser decisivo.

Marcos Rocha sente a coxa e deixa o campo

Bem no primeiro tempo, Marcos Rocha – maior ladrão de bolas do Campeonato Paulista – precisou ser substituído logo no começo do segundo tempo. O lateral palmeirense sentiu a coxa e deu lugar a Tchê Tchê.

Santos pressiona e Jaílson volta a brilhar

Ale Cabral/AGIF
Imagem: Ale Cabral/AGIF
O Palmeiras não conseguiu manter o controle de jogo na etapa final. O Santos, por sua vez, voltou mais ligado, e com isso passou a pressionar o rival. Porém, não conseguiu passar por Jaílson, que fez mais pelo menos duas grandes defesas e garantiu o triunfo. Jair Ventura buscou o empate apostando em Rodrygo (pedido pela torcida), Jean Mota e Vitor Bueno, mas não adiantou.

400 vezes Renato

Ale Cabral/AGIF
Imagem: Ale Cabral/AGIF
Com a ausência de Léo Cittadini, vetado pelo departamento médico, Renato ganhou mais uma chance como titular no time do Santos. Foi, inclusive, o jogo de número 400 do experiente meio-campista com a camisa alvinegra. Não é para qualquer um.

Santos banca gerador

Diante dos recentes apagões no Pacaembu, um gerador foi pago pelo Santos para este primeiro jogo da semifinal para garantir a energia no estádio em caso de queda. No duelo de volta, também marcado para o Pacaembu, a responsabilidade será do Palmeiras, mandante da partida. De acordo com técnico do estádio, o gerador funciona junto com a energia fornecida pela Eletropaulo.

SANTOS 0 X 1 PALMEIRAS

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 24/03/2018 (sábado)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Tatiane Sacilotti dos Santos
Público e renda: 19.546 / R$ 723.270,00
Cartões amarelos: Daniel Guedes e Alison (Santos) Thiago Santos e Dudu (Palmeiras)
Gol: Willian, aos 12min do primeiro tempo

SANTOS
Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison; Eduardo Sasha, Renato (Vitor Bueno), Diogo Vitor (Rodrygo) e Arthur Gomes (Jean Mota); Gabigol
Técnico: Jair Ventura

PALMEIRAS
Jailson; Marcos Rocha (Tche Tche), Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor Luís; Felipe Melo (Thiago Santos), Bruno Henrique (Moises) e Lucas Lima; Dudu, Keno e Willian
Técnico: Roger Machado

Mais Futebol