Após polêmica, Sidão é amuleto do São Paulo contra tabu na Arena

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

Com a vitória sobre o Corinthians por 1 a 0 neste domingo (25), na primeira partida da semifinal do Campeonato Paulista, o São Paulo quebrou dois tabus. O time do técnico Diego Aguirre não derrotava o arquirrival em um duelo de mata-mata desde 2002 e também não havia ganhado um clássico nesta temporada. Agora, o Tricolor tem mais um desafio pela frente para buscar uma vaga na final. O segundo e decisivo confronto será na quarta-feira na Arena Corinthians, às 21h45 (de Brasília), onde o clube do Morumbi jamais venceu. 

Mas além da vantagem do empate, o São Paulo conta com um amuleto. O goleiro Sidão tem boas recordações de quando jogou lá em uma semifinal. Em 2016, pelo Audax Osasco, ele defendeu um pênalti de Rodriguinho e ajudou o time da Grande São Paulo a conquistar a classificação inédita para a decisão, após triunfo por 4 a 1 na disputa por pênaltis.

"Fui titular e tenho boas lembranças lá em semifinal. Tenho certeza [que vai ser um jogo quente]. Clássico ninguém quer perder, vale muito para os dois times", disse Sidão, que minimizou a vantagem do São Paulo.

"Infelizmente, a vitória não tirou peso nenhum porque tem mais um jogo, ainda temos de conseguir a classificação. Então, contamos com uma pequena vantagem, mas temos mais uma guerra. Precisamos fazer um grande jogo para sairmos classificados", completou o arqueiro.

Na última semana, Sidão esteve em evidência também por causa de um mal-entendido com o colega Jean. Sidão havia postado em seu Instagram um vídeo com alguns dos seus melhores momentos no São Paulo um dias após o companheiro falhar contra o São Caetano. Durante a semana, após Sidão explicar a postagem, Jean publicou a seguinte frase como pensamento do dia: "Quem é mau caráter sempre vai achar uma desculpa para tornar legítimas suas ações."

Para acabar com qualquer desentendimento, o São Paulo promoveu uma reunião entre os dois com o preparador de goleiros Marquinhos. "Já está tudo resolvido, faz tempo. Quando apareceu na imprensa já tínhamos resolvido, já", afirmou Sidão.

O retrospecto do São Paulo na casa do arquirrival é desfavorável. No total, desde a inauguração do estádio em 2014, foram cinco vitórias do Corinthians e dois empates. Os anfitriões marcaram 18 gols, enquanto os visitantes fizeram apenas sete. 

"Temos de jogar como foi aqui no Morumbi. O espírito e a atitude têm de ser os mesmos. Mas temos de uma vantagem, eles estão jogando contra o tempo agora", disse o volante Jucilei.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos