Jovens "furam fila" de veteranos nos pênaltis de Corinthians x São Paulo

Diego Salgado e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo (SP)

Os confrontos entre Corinthians e São Paulo na semifinal do Campeonato Paulista foram marcados por jogos tensos, de muita imposição física e de frequentes divididas e discussões. Para deixar os nervos ainda mais aflorados, a vaga na final para encarar o Palmeiras foi decidida em disputa de pênaltis e, curiosamente, o que se viu foi uma invasão de jogadores jovens furando a fila dos mais experientes na hora de bater.

O Corinthians, que venceu por 5 a 4 nas penalidades e por 1 a 0 no tempo normal, usou os garotos Matheus Vital, Pedrinho e Maycon já nas cinco primeiras cobranças, enquanto nomes mais rodados como o multicampeão Danilo - bateria nas alternadas - e o zagueiro Henrique, que disputou até Copa do Mundo, foram deixados para depois. Fagner, que voltou às pressas do amistoso da seleção brasileira na Alemanha, foi substituído por Mantuan no tempo normal. Outro garoto que esteve em campo, mas não chegou a precisar bater pênalti, foi o zagueiro Pedro Henrique.

Já no São Paulo, os jovens que passaram na frente foram Lucas Fernandes, Militão e Liziero. Os dois primeiros acertaram suas batidas. O terceiro, um dos melhores tricolores no duelo, acabou errando justamente a cobrança decisiva, revivendo drama que passou na Copa São Paulo de Juniores duas vezes neste ano. O time que aposta tanto em Cotia ainda usou Caique no tempo normal.

Diego Souza, mais experiente em campo na hora das penalidades, errou o primeiro chute. Outros veteranos como Petros e Jucilei, entretanto, não foram escalados. No CT da Barra Funda, os pênaltis normalmente são treinados por Christian Cueva (não voltou a tempo de amistoso da seleção peruana), Diego e Nenê. O último também se destacou no tempo normal, mas precisou sair após pancada e não pôde participar da disputa. Marcos Guilherme é outro que treina, mas saiu por cansaço. Brenner, mais um que costuma praticar, também é bastante jovem e nem sequer foi usado por Diego Aguirre na partida.

Agora classificado, o Corinthians pega o Palmeiras no primeiro jogo da final às 16h30 deste sábado, de novo na Arena Corinthians. A partida de volta será no fim de semana seguinte, com data a ser definida em congresso técnico nesta quinta-feira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos