Novo ano de regra reduz ainda mais número de técnicos demitidos do Paulista

Do UOL, em São Paulo

  • Rodrigo Corsi/FPF

    Roger Machado iniciaram e vão terminar o Estadual de 2018 por Palmeiras e Corinthians

    Roger Machado iniciaram e vão terminar o Estadual de 2018 por Palmeiras e Corinthians

Apenas quatro treinadores deixaram seus clubes ao longo do Campeonato Paulista em 2018: Dorival Júnior no São Paulo, Luiz Carlos Martins no São Caetano, Eduardo Baptista na Ponte Preta e Moacir Júnior no Linense. São dois a menos em relação a 2017 e dez a menos do que em 2016, números que fizeram a Federação Paulista de Futebol exaltar as novas regras estabelecidas para as duas últimas temporadas.

"Houve uma evolução muito grande. Tivemos 14 trocas de técnico em 2016, meia dúzia em 2017 e quatro neste ano. O que mostra a decisão acertada e que a solução não é a troca de treinadores, e sim o planejamento com mais atenção", falou o presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos.

A partir de 2017, a Federação Paulista incluiu no regulamento do Estadual uma regra que veta que os técnicos trabalhem por mais de um time na competição e também exige que os clubes comprovem quitação de débitos trabalhistas com o ex-treinador antes que um novo seja registrado no Boletim Diário (BID) da CBF. De acordo com a FPF, a medida "provocou uma mudança radical na manutenção dos profissionais durante a competição".

O Campeonato Paulista terá sua decisão nos dois próximos fins de semana: o Corinthians comandado por Fábio Carille enfrenta o Palmeiras de Roger Machado. Ao mesmo tempo ocorre a decisão do Troféu do Interior, entre o Mirassol de Moisés Egert e a Ponte Preta de João Brigatti. Entre os quatro, o único que não iniciou o Estadual em seu clube é o ponte-pretano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos