Palmeiras segura Corinthians, vence jogo quente em Itaquera e abre vantagem

Diego Salgado e Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

A primeira parte da decisão do Campeonato Paulista acabou com vitória do Palmeiras por 1 a 0 sobre o Corinthians em plena Arena de Itaquera. Em um jogo quente, marcado pelas expulsões de Felipe Melo e Clayson, o time alviverde sufocou o rival no primeiro tempo, soube suportar a pressão na segunda etapa e abriu vantagem na final. O atacante colombiano Borja fez o gol do triunfo palmeirense logo no início do clássico.

Como já era esperado, Corinthians e Palmeiras fizeram uma partida nervosa, com direito a muita confusão, empurrões e até agressão. Mesmo atuando fora de casa, o time alviverde resolveu o duelo na primeira etapa, ao marcar o adversário de forma intensa. Sem espaços, os corintianos não conseguiram sufocar o rival como na última partida.

Com a vitória conquistada depois de quatro derrotas seguidas para o Corinthians, o Palmeiras será campeão paulista se empatar a próxima partida, que será disputada no Allianz Parque no dia 8, domingo, às 16h. O time corintiano precisa vencer por dois gols de diferença para ficar com o troféu - se ganhar pela contagem mínima, a decisão será nos pênaltis.

O melhor: Willian

O atacante alviverde mostrou novamente a sua importância no time. Titular de Roger Machado, Willian construiu, marcou muito e ainda participou ativamente do gol marcado por Borja logo nos primeiros minutos de jogo. No lance, o atacante cruzou de primeira depois de a bola bater no travessão.

O pior: Clayson

Ao contrário dos últimos jogos, o atacante corintiano não conseguiu ser a válvula de escape do time de Fábio Carille. Aberto à esquerda, foi muito bem marcado pelo lateral-direito Marcos Rocha. No fim da etapa inicial, o atleta alvinegro ainda se envolveu numa confusão com Felipe Melo e acabou expulso de campo.

Confusões no jogo

No fim do primeiro tempo, uma confusão generalizada entre os jogadores resultou em uma expulsão para cada lado. Clayson e Felipe Melo, que já alimentam uma rixa desde o ano passado, se envolveram em um entrevero e receberam o vermelho. O palmeirense deixou a mão no rosto do corintiano, que parecia estar se preparando para dar um soco. Já Borja e Henrique receberam cartões amarelos do árbitro Leandro Bizzio Marinho.

Carille opta por Sheik

O técnico Fábio Carille escalou o Corinthians sem o paraguaio Romero, que deu lugar ao experiente atacante Emerson Sheik. Com o veterano, o Corinthians atuou no 4-2-3-1, em um esquema diferente do utilizado no último clássico em Itaquera. Neste sábado, Mateus Vital e Clayson atuaram abertos, com Rodriguinho por dentro.

Borja abre o placar no início

Daniel Vorley/AGIF

O Palmeiras começou o jogo em cima do Corinthians. Logo nos primeiros minutos, o time de Roger Machado abriu o placar em um lance de bola parada. Lucas Lima cobrou escanteio curto para Dudu, que cruzou para a área. Cássio não alcançou e viu a bola bater no travessão. Na sequência, Willian cruzou e Borja, com o goleiro corintiano caído, fez 1 a 0.

Corinthians tenta reagir

Aos poucos, o Corinthians começou a encontrar espaços no campo de ataque, quase sempre após inversões de jogo e a infiltração de meias vindo de trás. Aos 20 minutos, o time alvinegro consegui concluir no gol pela primeira vez com Clayson, que viu Jailson fazer a defesa. Em seguida, após lançamento de Rodriguinho para Sidcley, Maycon chegou batendo e mandou a bola rente à trave, na melhor chance corintiana na primeira etapa.

Palmeiras aposta em marcação sufocante

Daniel Vorley/AGIF

Roger disse que havia tirado lições da derrota no dérbi da primeira fase, e mostrou isso na Arena Corinthians. O Palmeiras apostou em uma marcação adiantada e sufocante desde o primeiro minuto, dificultando muito a saída alvinegra e roubando várias bolas no campo de ataque. Além disso, os zagueiros Thiago Martins e Antônio Carlos receberam passe livre para perseguir Rodriguinho e Emerson Sheik pelo gramado, em vez de ficarem presos à linha defensiva. A estratégia funcionou e o Corinthians criou pouco.

Palmeiras volta com mudanças

Depois das expulsões no fim do primeiro tempo, o Palmeiras fez uma substituição para recompor o meio-campo defensivo. Roger, dessa forma, lançou Moisés no jogo na vaga do atacante Borja. Com isso, Willian passou a atuar mais à frente. Carille não fez substituições, mas deslocou Maycon para o setor esquerdo da linha de três do meio. 

Victor Luís sente lesão, e Diogo Barbosa estreia

Contratado para ser titular em 2018, Diogo Barbosa fez sua estreia com a camisa do Palmeiras em situação inusitada: logo em uma final de campeonato contra o Corinthians. O ex-lateral do Cruzeiro entrou no lugar de Victor Luís, que sentiu lesão e precisou sair no começo do segundo tempo. O motivo da demora para a estreia de Diogo foi uma torção grave no tornozelo, sofrida ainda na pré-temporada.

Carille muda aos dez

O treinador corintiano não demorou para fazer as primeiras alterações na equipe corintiana. Sidcley deu lugar a Romero — assim, Maycon passou a jogar na lateral esquerda, com o paraguaio na ponta, pelo mesmo lado. Pedrinho, por sua vez, entrou na vaga de Mateus Vital pelo lado direito do campo.

Jogo fica aberto e violento

O futebol alvinegro não evoluiu na etapa final, mas o placar desfavorável jogou o time da casa ao ataque. A nova dinâmica abriu a partida, multiplicando os contra-ataques e deixando o clássico muito mais corrido. Uma das consequências foi o aumento de cartões amarelos: foram quatro entre os minutos 25 e 30. Apesar da alta velocidade, as oportunidades de gol foram poucas, e o Palmeiras conseguiu segurar o rival até o apito final.

Palmeiras volta a vencer maior rival

O time alviverde não vencia o Corinthians há quatro encontros, desde setembro de 2016. De lá para cá foram quatro vitórias alvinegras (1x0, 2x0, 3x2 e 2x0), com a sequência quebrada neste sábado em Itaquera. Se o Palmeiras repetir a dose na semana que vem, ou mesmo segurar um empate, leva a taça do Campeonato Paulista.

Público recorde do Paulistão

Daniel Vorley/AGIF

Todos os ingressos à venda para o clássico foram reservados, e a Arena recebeu 43.905 pessoas (43.535 pagantes). É o recorde desta edição do Campeonato Paulista e fica entre os dez maiores públicos do estádio alvinegro.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 0 x 1 PALMEIRAS

Data: 31 de março de 2018, sábado
Horário: 16h30 (de Brasília)
Competição: Campeonato Paulista (1ª final)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Público: 43.535 pagantes (total: 43.905)
Renda: R$ 3.182.923,60
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho
Assistentes: Danilo Manis e Miguel Caetano Ribeiro
Cartões amarelos: Henrique, Romero, Gabriel e Maycon (Corinthians); Willian, Borja, Lucas Lima, Bruno Henrique, Dudu e Thiago Santos (Palmeiras)
Cartões vermelhos: Clayson (Corinthians); Felipe Melo (Palmeiras)

Gol: Borja, aos sete minutos do primeiro tempo.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley (Romero); Gabriel e Maycon; Mateus Vital (Pedrinho), Rodriguinho e Clayson; Emerson Sheik (Danilo). Técnico: Fábio Carille

PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor Luís (Diogo Barbosa); Felipe Melo, Bruno Henrique (Thiago Santos) e Lucas Lima; Dudu, Borja (Moisés) e Willian. Técnico: Roger Machado

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos