Jailson tem pena reduzida por TJD e poderá jogar a final do Paulistão

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

O Palmeiras deverá ter um importante reforço para o jogo da grande final do Campeonato Paulista. Nesta terça-feira (30), o Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) aceitou a redução de três para dois jogos da pena de Jailson, e o goleiro está liberado para enfrentar o Corinthians, no próximo domingo (3).

Os advogados do Palmeiras pediram a diminuição da pena com base na demora do árbitro para marcar a falta dentro da área e também argumentaram com súmulas de outros jogos em que atletas estavam em situações semelhantes à de Jailson, mas que cumpriram menos de três partidas de gancho.

Em contato com o UOL Esporte, o advogado do Palmeiras, André Sica, comemorou a decisão. "Não trabalhávamos com a hipótese de o Palmeiras perder o Jailson para a final. Felizmente tivemos êxito e conseguimos liberá-lo. Agora, a decisão fica onde deve permanecer: dentro de campo."

A punição a Jailson aconteceu por causa de fatos ocorridos na derrota por 2 a 0 para o Corinthians, em 24 de fevereiro. O goleiro recebeu dois jogos de gancho pelo pênalti cometido sobre Renê Júnior e mais um por ter dito após a partida que "passaram a mão" no Palmeiras, referindo-se à arbitragem de Raphael Claus.

O goleiro cumpriu suspensão automática na rodada seguinte ao dérbi (derrota por 1 a 0 para o São Caetano) e também no jogo da volta das quartas de final do Paulistão, em que o Palmeiras goleou o Novorizontino por 5 a 0.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos