Renê Júnior dá opção para Carille montar meio-campo mais leve em decisão

Dassler Marques e Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Vorley/AGIF

    Renê Júnior marcou contra o Santos, no jogo em que sofreu uma lesão muscular

    Renê Júnior marcou contra o Santos, no jogo em que sofreu uma lesão muscular

Foram apenas quatro jogos desde a chegada no Corinthians, mas com uma boa primeira impressão. Após um início de trajetória promissor, o volante Renê Júnior sofreu uma lesão muscular e desfalcou o time de Fábio Carille nos jogos mais importantes de 2018 até aqui.

Neste domingo, porém, na decisão do Campeonato Paulista, Renê Júnior será relacionado para a partida contra o Palmeiras, no Allianz Parque. Assim, dará a opção de Carille montar um time com volantes menos pegadores e saída de bola mais qualificada.

Antes de Renê passar pelo problema muscular, o treinador corintiano chegou a cogitar escalar o Corinthians com Maycon e Renê Júnior atrás da linha de três do meio-campo. Na ocasião, Maycon vinha sendo aproveitado na lateral esquerda depois do baixo aproveitamento de Juninho Capixaba pelo setor.

Sidcley, por sua vez, tinha acabado de chegar ao Corinthians após a ida de Camacho ao Atlético-PR. Assim, Carille nunca teve Renê Júnior, Maycon e Sidcley à disposição ao mesmo tempo.

Com Renê Júnior apto a entrar em campo, o Carille pode incluir até cinco volantes na lista de relacionados para a final: os titulares Gabriel e Maycon, além de Renê, Ralf e Paulo Roberto - esses dois últimos com características similares à de Gabriel.

Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Renê Júnior voltará a ficar à disposição

Dificuldades no meio-campo

Na primeira partida da final, o Corinthians encontrou muitas dificuldades para superar a marcação do Palmeiras, já na primeira linha do time alviverde. Por isso, a posse de bola corintiana, superior à palmeirense, limitava-se aos jogadores de defesa, além de Gabriel.

O esquema montado pelo técnico Roger Machado fez o Corinthians "travar" antes mesmo na linha de meio-campo. Coube, então, a Gabriel buscar os passes verticais. O volante, entretanto, não teve desempenho bom nessa função.

Com Renê Júnior e Maycon, o Corinthians teria a possibilidade de qualificar a saída de bola já nos pés dos volantes, antes mesmo de ela chegar aos jogadores escalados mais à frente.

Renê Júnior sofreu a lesão muscular na partida contra o Santos, no Pacaembu, no último dia 4, quando o Corinthians enfrentava o rival sem torcedores a favor no Pacaembu. Naquele jogo, o volante abriu o placar para o time de Carille com um chute forte de longe - os santistas empataram no fim.

O prazo de recuperação era de até quatro semanas. Renê, no entanto, voltou aos treinos com bola na última quinta-feira. Apesar disso, ficou fora da lista de relacionados por precaução de Carille. "São mais de 20 dias sem jogar, mas para o último ele estará", disse o treinador na sexta-feira passada.

Depois de perder a partida de ida por 1 a 0 em Itaquera, o Corinthians precisa vencer o Palmeiras por dois gols de diferença para ser campeão paulista. Se derrotar o rival pela contagem mínima, a decisão no será nos pênaltis.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos