Topo

Futebol


Romero descarta nova confusão em final: "Buscaremos o título com futebol"

Ale Cabral/AGIF
Romero celebra gol de Rodriguinho no primeiro clássico de 2018 com o Palmeiras Imagem: Ale Cabral/AGIF

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

2018-04-05T18:32:50

05/04/2018 18h32

O paraguaio Angel Romero pediu tranquilidade ao Corinthians na decisão do Campeonato Paulista. Para o atacante alvinegro, o time de Fábio Carille tem de esquecer as confusões em campo e buscar a virada sobre o rival com futebol.

"A primeira coisa que a gente deve fazer é jogar futebol. Confusão não tem de acontecer mais. Precisamos jogar para ser campeão. Vamos buscar o titulo lá jogando futebol, sem entrar em confusão. Tenho de me controlar também nesse sentido. O time intetiro vai entrar concentrado e ligado, mas fora de confusão", disse o jogador. 

Romero ainda apontou falhas que precisam ser corrigidas pelo Corinthians após a derrota por 1 a 0 em Itaquera. Para ele, a equipe de Fábio Carille precisa aumentar o número de conclusões à meta adversária.

"Será um jogo diferente. No primeiro jogo, a gente finalizou pouco no gol deles. Tinha de finalizar mais. A gente vai precisa de tranquilidade e estar mentalmente forte. Estamos trabalhando isso. Tranquliddae no domingo é fundamental e também finalizar no gol", destacou o camisa 11, que frisou as dificuldades do Corinthians ao atuar sem um centroavante.

"Jogar sem [camisa] 9 sempre vai ser complicado. Temos de ficar muito com a bola e saber a hora certa de finalizar. Acho que essa referência é importante para qualquer time. Temos o Rodriguinho que para nós é fundamental, porque é diferenciado. É preciso ficar com a bola para criar chances", afirmou.

Depois do revés em Itaquera, o Corinthians precisa vencer o Palmeiras por dois de diferença para ser campeão. Se bater o rival pela contagem mínima, a decisão será nos pênaltis.

"A vantagem é minima, acho que eles vão propor o jogo também. Vai ser um jogo diferente, mais aberto. Se eles tiverem espaço, eles são perigososo. Temos de ficar organizados. Do outro lado também vai ter futebol. Eles sabem que a gente tem um time bom que pode fazer um gol a qualquer momento", completou.

Mais Futebol