Treino aberto à torcida força Roger a mudar planos para esconder o jogo

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Vorley/AGIF

    Roger disse que precisou "condensar" preparação do Palmeiras para a final

    Roger disse que precisou "condensar" preparação do Palmeiras para a final

O treino do Palmeiras aberto à torcida, na manhã deste sábado, no Allianz Parque, alterou o cronograma e o planejamento do técnico Roger Machado na semana de preparação para a final do Campeonato Paulista, neste domingo, contra o Corinthians. Com uma atividade dedicada quase que exclusivamente à interação com o torcedor na véspera da partida, o treinador teve de concentrar o conteúdo de três dias em apenas dois.

Roger costuma fechar à imprensa os treinos que antecedem os jogos. Nesses trabalhos, ele aproveita a privacidade para definir pontos como o time titular, a estratégia de bolas paradas e algum plano tático específico para o adversário do dia seguinte. Com o treino aberto marcado para sábado, ele se viu obrigado a trabalhar tudo isso na atividade desta sexta, que foi fechada.

"A gente deu uma condensada nesses dias para abrir o treino. Hoje (sexta) vou ter de condensar de novo. Ontem tivemos penalidades, não vou poder bater no sábado, porque é visível. A bola parada consigo fazer no sábado, mas se fizer estou entregando minha escalação", explicou, em coletiva na última sexta.

A semana do Palmeiras foi "mais curta" que a do Corinthians, devido ao jogo contra o Alianza Lima na terça-feira, pela Libertadores (vitória alviverde por 2 a 0). A quarta-feira teve apenas uma atividade regenerativa para os titulares; já na quinta, Roger preservou Dudu, Borja, Keno e Moisés, que trabalharam apenas na parte interna. Só na sexta é que o técnico teve todo o time à disposição para atividades no campo.

Adepto de divulgar a escalação só uma hora antes das partidas, Roger valoriza bastante o mistério e diz que saber antecipadamente os detalhes do rival pode decidir um confronto. Para a decisão de domingo, ele já compilou vídeos do jogo de ida, vencido pelo Palmeiras por 1 a 0, e mostrou aos jogadores, além de detalhar as possibilidades táticas que o Corinthians pode apresentar na decisão.

Apesar de dizer que o treino aberto torna impossível ensaiar alguma surpresa no sábado, Roger em nenhum momento criticou a decisão da diretoria de receber a torcida na atividade. Ele classificou como "saudável" e "importante" a proximidade dos palmeirenses com o elenco antes da partida decisiva.

Se mantiver o discurso e não surpreender na escalação, Roger deverá mandar o Palmeiras a campo com Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor Luís; Bruno Henrique, Moisés e Lucas Lima; Dudu, Borja e Willian. O único desfalque no time titular é Felipe Melo, expulso na partida de ida.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos