Herói, Cássio ainda considera Ronaldo o maior goleiro do Corinthians

Danilo Lavieri e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

A estrela de Cássio brilhou para o Corinthians conquistar o bicampeonato paulista. Neste domingo, em pleno Allianz Parque, o goleiro defendeu os pênaltis de Dudu e Lucas Lima e foi fundamental para os alvinegros derrotarem o Palmeiras por 1 a 0, no tempo normal, e por 4 a 3, na decisão por pênaltis. Apesar de somar mais um título no currículo, o arqueiro não se considera o mais importante na história do clube. 

"Sou muito pé no chão, tenho de agradecer aos companheiros, ao meu preparador. É muito difícil ficar comparando. Na história do Corinthians, o Ronaldo é o que mais jogou, na minha opinião é o maior. Só vou me dar conta quando parar. Hoje eu não tenho muita noção, porque a gente não tem muito contato com a torcida assim. Que bom que o Corinthians está bem servido de goleiros, pegando a história", disse Cássio.

Para ter tal rendimento, o goleiro estudou bastante os adversários. Vale se lembrar também de que essa não é a primeira decisão por pênaltis em que Cássio se destaca neste Paulista. Ele também defendeu os pênaltis de Diego Souza e Liziero, na semifinal do estadual, contra o São Paulo.

"Sobre pênaltis, tem um pouco de feeling e um pouco de estudo. Vi os pênaltis deles contra o Santos, vi o do Dudu contra o Novorizontino. Do Lucas Lima, vi quando ele jogava pelo Santos na final contra o Palmeiras na Vila Belmiro. Tenho de agradecer o Cifut também, que nos deixa preparados, e também ao meu preparador, o Mauri", afirmou.

"Na minha opinião o maior pegador de pênaltis foi o Dida, e às vezes ele não pegava. É muito relativo. Que bom que o meu pênalti foi o primeiro e eu possa estar contribuindo com minha equipe. deu mais tranquilidade para quem veio em seguida", explicou Cássio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos