Inquérito sobre dérbi começa na terça e pelo menos 7 vão depor, diz TJD

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

  • Miguel Schincariol/Getty Images

    Palmeiras entrou com pedido de abertura de inquérito sobre a final no TJD

    Palmeiras entrou com pedido de abertura de inquérito sobre a final no TJD

O presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), delegado Antônio Olim, afirmou que o inquérito sobre a final do Campeonato Paulista entre Palmeiras e Corinthians colherá seus primeiros depoimentos na tarde da próxima terça-feira (17). Segundo ele, o clube alviverde pediu que sete pessoas fossem chamadas para prestar esclarecimentos sobre a polêmica de domingo.

Na última terça, o Palmeiras protocolou pedido de abertura de inquérito no tribunal para apurar os fatos que motivaram o árbitro Marcelo Aparecido a voltar atrás na marcação de um pênalti sobre Dudu na final. O clube afirma que houve interferência externa da decisão do juiz e publicou um vídeo com imagens do Allianz Parque para sustentar sua versão.

De acordo com Olim, o fato de o Palmeiras ter pedido a convocação de sete pessoas inviabiliza a possibilidade de escutar todas em um só dia. O plano é finalizar a colheita de depoimentos até sexta-feira (20). Os envolvidos serão ouvidos no plenário do TJD, em sessões abertas à imprensa.

Olim também disse que o inquérito seria aberto de qualquer forma, para esclarecer os fatos ocorridos na final, mesmo se o Palmeiras não tivesse entrado com o pedido.

Segundo o Palmeiras afirmou em nota oficial, após o término do inquérito, e dependendo dos resultados da investigação, o clube deve avaliar a possibilidade de pedir a impugnação da partida. O Corinthians foi campeão paulista após vencer o jogo por 1 a 0 (havia perdido a ida pelo mesmo placar) e levar a melhor nos pênaltis.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos