Topo

Paulista - 2019


Por cusparada, Deyverson pode pegar até 12 jogos de suspensão

Atacante palmeirense cuspiu em Richard, do Corinthians, no Dérbi de sábado - Palmeiras/Flickr
Atacante palmeirense cuspiu em Richard, do Corinthians, no Dérbi de sábado Imagem: Palmeiras/Flickr

Do UOL, em São Paulo

03/02/2019 16h06

A expulsão de Deyverson no clássico do último sábado, que terminou com vitória do Corinthians, pode render um grande problema para o Palmeiras. A cusparada no volante rival Richard deve ser denunciada já nesta segunda-feira no Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), e as penas para casos do tipo têm o prazo máximo de 12 partidas de suspensão.

É o que diz o Código Brasileira de Justiça Desportiva (CBJD), no artigo 254-B. "suspensão de seis a doze partidas, provas ou equivalentes, se praticada por atleta, mesmo se suplente, treinador, médico ou membro da comissão técnica", diz trecho do documento. A punição, no cenário de Deyverson, se aplicaria apenas para jogos do Campeonato Paulista.

O último caso mais famoso envolvendo cusparada aconteceu em 2017, com o atacante Kléber Gladiador. O ex-palmeirense, na ocasião, defendia o Coritiba quando cuspiu em Edson, ex-volante do Bahia. A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) aplicou nove jogos de suspensão para Kléber, que ainda pegou mais seis partidas de gancho por ter agredido Zé Rafael.

LEIA MAIS: 
- Palmeiras repete São Paulo e cruza mais que dobro da média de europeus
- Após derrota no Dérbi, Weverton minimiza diferença financeira: "Bobagem"
- Corinthians amplia vantagem sobre o Palmeiras no Allianz; veja toda a lista

Os procuradores justificaram a punição pelo fato de Kléber ser reincidente. E essa é justamente a situação de Deyverson, que no ano passado foi julgado pelo STJD por ter dado cotovelada no lateral chileno Eugenio Mena, do Bahia.

Deyverson passa a correr o risco de longa suspensão no Paulistão bem quando o Palmeiras tem apenas uma vaga a mais para preencher na lista de inscritos. Ainda estão fora da relação os atacantes recém-contratados Ricardo Goulart, que ainda pode precisar de mais tempo para entrar em forma, e Arthur Cabral. A entrada de um deles pode ser acelerada.