Topo

Paulista - 2019


Briga entre torcidas de São Paulo e Corinthians deixa ao menos 14 feridos

Adriano Wilkson e Luis Adorno

Do UOL, em São Paulo

2019-04-14T12:40:55

2019-04-14T20:04:25

14/04/2019 12h40Atualizada em 14/04/2019 20h04

Um confronto sangrento entre torcedores de São Paulo e Corinthians deixou ao menos 14 feridos na manhã de hoje em Ferraz de Vasconcelos, na região metropolitana da capital paulista. Segundo a Polícia Militar, outros cinco torcedores foram presos. Os feridos foram encaminhados para hospitais da região. Ao menos três pessoas foram baleadas.

A briga ocorreu por volta das 10h30, na rua Rafael Anunciato, na Vila Santo Antônio, horas antes de São Paulo e Corinthians se enfrentarem pela final do Campeonato Paulista no Morumbi, a 45 km de Ferraz. Segundo um comerciante da região, um dos torcedores entrou em seu comércio baleado na perna e pedindo ajuda. O empresário chamou uma ambulância para atender o torcedor.

De acordo com a assessoria de imprensa da PM-SP, os feridos estão sendo atendidos em hospitais de Guaianases, de Ferraz de Vasconcelos e no Santa Marcelina de Itaquaquecetuba.

Segundo policiais civis ouvidos pela reportagem, a principal suspeita é de que torcedores são-paulinos, em cerca de 200 homens, tenham "armado uma arapuca", para encontrar um grupo menor de corintianos que se deslocava de cidades do Alto Tietê, incluindo Ferraz, Poá e Itaquaquecetuba.

A suspeita a ser investigada através de um inquérito é a de que os são paulinos teriam marcado a briga pela internet. Ainda de acordo com policiais civis, caso a briga tenha sido marcada pela internet, deve ser possível rastrear os autores, que podem responder na Justiça por lesão corporal grave e, se alguém morrer, por homicídio doloso, quando há intenção de matar.

Os policiais civis da região informaram que, durante a semana, membros da Segurança Pública paulista devem se reunir com representantes das torcidas organizadas e com a cúpula da PM para que não haja confronto no próximo jogo da final, marcado para Itaquera, no domingo (21).

No meio da briga, carros que estavam estacionados foram depredados.

Os cinco detidos estão na delegacia da Polícia Civil de Ferraz de Vasconcelos. Em contato com a reportagem, um policial disse que a situação está "caótica" na delegacia. Em vídeos que circulam nas redes sociais, torcedores do São Paulo aparecem correndo com paus em direção ao que parecem ser rivais.

Reprodução
Carro danificado por torcedores em Ferraz de Vasconcelos Imagem: Reprodução

Em um áudio ainda não confirmado, uma mulher que se diz moradora de Ferraz de Vasconcelos afirma que a polícia usou balas de borracha para dispersar os brigões.

Antes do jogo, temendo violência, a diretoria corintiana disse que o time não entraria em campo se o ônibus da delegação for atacado na chegada ao Morumbi. A torcida são-paulina respondeu, afirmando que jogará pétalas de rosas nos corintianos.

Por ordem do Ministério Público e da Polícia Militar, os clássicos em São Paulo acontecem com torcida única, justamente para evitar episódios de violência.

Reprodução
Corintianos e são-paulinos brigaram em Ferraz de Vasconcelos, a 45 km do Estádio do Morumbi Imagem: Reprodução