UOL Esporte Campeonato Pernambucano
 
26/03/2010 - 15h20

Gallo tem dúvida e não confirma o Náutico; Médico descarta cirurgia em Gledson

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Na manhã desta sexta-feira o técnico Alexandre Gallo comandou o último treinamento do Náutico visando a partida do próximo sábado, às 16h (de Brasília), contra a Cabense, no estádio dos Aflitos. O comandante tem dúvidas sobre quem colocar campo e por isso ainda não definiu o time titular.

O NÁUTICO NO TWITTER

Para o duelo deste sábado, Gallo não terá o volante Hamilton, vetado pelo departamento médico com uma pancada no tornozelo direito, o zagueiro Vinícius, que se recupera de lesão e o volante Tinga, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Por outro lado, o treinador terá o retorno do atacante Carlinhos Bala e dos zagueiros Igor e Edglê.

Com isso, principal dúvida do treinador é na lateral esquerda, que deve ser ocupada pelo zagueiro Igor. Com isso, Zé Carlos, que vinha fazendo esta função, deve ser mantido como meia, ao lado de Dinda. Caso Gallo opte por colocar Zé Carlos na esquerda, Carlinhos Bala deve ser recuado para o meio e Geílson ou Rodrigo Dantas disputariam uma vaga no ataque ao lado de Bruno Meneghel.

A única certeza do treinador é de que o Náutico precisa vencer o duelo com a Cabense, que está uma posição e três pontos atrás do time alvirrubro. “Precisamos fazer um bom jogo e esta partida de amanhã é uma oportunidade boa. Nossa proposta é sempre de entrar em campo para jogar bem e vencer, nem sempre acontece, mas temos aproveitar estes cinco jogos finais e ajustar a equipe para que ela esteja mais entrosada nas semifinais.”

Um dos principais jogadores do atual elenco do Náutico, o goleiro Gledson, está no departamento médico do clube devido a problema na cartilagem do joelho, que o incomoda desde setembro do ano passado. Porém, o atleta recebeu uma boa notícia do médico do clube, Jorge Silva, de que não vai precisar passar por uma cirurgia no local apenas fazer trabalho de fisioterapia.

“A situação do Gledson é um pouco mais otimista. Está sendo feito um trabalho de forte de fisioterapia e complementando com um reforço da parte física. Vamos aguardar nas próximas duas ou três semanas para fazer uma nova reavaliação e já poder tomar a decisão de liberá-lo para voltar à equipe”, disse o médico.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host