Mancini é demitido pelo Náutico após derrota do time para o Ypiranga

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Simone Vilar/Site oficial do Náutico

    O técnico Vágner Mancini teve uma curta passagem pelo Náutico esse ano

    O técnico Vágner Mancini teve uma curta passagem pelo Náutico esse ano

Vágner Mancini não resistiu após a derrota do Náutico para o Ypiranga por 2 a 0, domingo, nos Aflitos. O técnico acabou sendo demitido pela diretoria após receber muita pressão da torcida após o segundo revés seguido da equipe em casa.

O grupo viaja nesta segunda-feira para enfrentar o Crac, quarta, às 22h, em Catalão, pela primeira fase da Copa do Brasil, sem seu comandante. Jorginho, que deixou o Bahia após a derrota do time para o rival Vitória, está cotado.

"Nós estamos sendo coerentes porque não demitimos o Vágner após a partida contra o Santa Cruz. Porém, falamos que os resultados iriam mantê-lo no cargo. Na outra semana tivemos um clássico pela frente e sem querer menosprezar o Ypiranga não pudemos continuar com ele após essa derrota", disse o presidente Paulo Wanderley, ao Diário de Pernambuco.

Mancini nunca foi uma unanimidade entre os torcedores do Náutico. Isto porque, ele comandou o Sport durante parte da campanha que colocou o rival na Série B do Campeonato Brasileiro ano passado.

O treinador foi contratado para substituir Alexandre Gallo. O profissional tinha sido convidado para ser o comandante das categorias de base da seleção brasileira. Durante o período, ele conseguiu nove vitórias e cinco derrotas.  

O Náutico vinha realizando uma campanha razoável no Campeonato Pernambucano, mas as derrotas nos clássicos começaram a fazer o técnico balançar no cargo. A primeira foi para o Sport, na Ilha do Retiro, por 2 a 1. Já a segunda, aconteceu diante do Santa Cruz, nos Aflitos, por 2 a 0.

UOL Cursos Online

Todos os cursos