Náutico pede esclarecimento à PM e critica 'tratamento exagerado' à torcida

Do UOL, em Santos (SP)

  • Raíza Araújo / Comunicação CNC

    Torcedora do Náutico é atendida no gramado do Arruda após inalar gás de pimenta

    Torcedora do Náutico é atendida no gramado do Arruda após inalar gás de pimenta

O Náutico divulgou nesta terça-feira (11) uma carta direcionada à Polícia Militar de Pernambucano exigindo esclarecimentos por conta de um 'tratamento exagerado' aos torcedores alvirrubro no jogo da última segunda-feira (10), contra o Santa Cruz, no Arruda, pelo Campeonato Pernambucano.

De acordo com a nota, 'imagens registraram o momento em que os policiais em busca de um integrante da torcida organizada diferem golpes de cacetetes, sem que ele tenha esboçado nenhum tipo de reação, provocando tumulto e correria entre os demais torcedores'.

O Náutico diz que 'repudia veemente esse tipo de atitude' e alerta que 'cenas desse tratamento exagerado vêm se repetindo sempre com os alvirrubros'.

Na última segunda, uma torcedora alvirrubra precisou ser atendida no gramado do Arruda por ter inalado gás de pimenta (foto acima), que foi espalhado por toda a arquibancada.

Veja a nota na íntegra:

O Clube Náutico Capibaribe vem por meio desta nota solicitar um esclarecimento por parte da Polícia Militar a respeito do comportamento mais uma vez excedido do Batalhão de Choque contra os torcedores alvirrubros nas arquibancadas dos estádios de futebol de Pernambuco. 

No jogo da última segunda-feira (10), entre Náutico e Santa Cruz, no estádio do Arruda, imagens registraram o momento em que os policiais em busca de um integrante da torcida organizada diferem golpes de cacetetes, sem que ele tenha esboçado nenhum tipo de reação, provocando tumulto e correria entre os demais torcedores a sua volta. 

Repudiamos com veemência esse tipo de atitude, não só com os alvirrubros, como também com os adversários. Precisamos dar um basta na violência no futebol, e acreditamos que a Polícia Militar pode ser um dos nossos grandes aliados nessa difícil missão. 

Em uma partida de futebol, gritos de guerra e provocações existem dos dois lados, no entanto, cenas desse tratamento exagerado vem se repetindo sempre com os alvirrubros. O Clube entende a necessidade de métodos mais ríspidos para controlar os delinquentes infiltrados dentro das torcidas de futebol, porém, a reação truculenta dos policiais está atingindo também as famílias que ainda vão ao estádio. Prova disso é que nesse mesmo jogo uma torcedora alvirrubra, sem qualquer envolvimento com alguma confusão, precisou ser atendida por ter inalado gás de pimenta, que foi espalhado por toda a arquibancada.

UOL Cursos Online

Todos os cursos