Salgueiro arranca empate com Sport após pênalti aos 48 e árbitro de vídeo

Do UOL, em São Paulo

O árbitro de vídeo foi protagonista da primeira final do Campeonato Pernambucano neste domingo (07), sendo utilizado para confirmar um pênalti no último minuto da partida entre Sport e Salgueiro. O Leão abriu o placar com André e foi dominante no primeiro tempo, mas caiu de ritmo após o intervalo e acabou castigado nos acréscimos. Após o árbitro marcar o pênalti e examinar o vídeo, Jean Carlos empatou em 1 a 1 e deu números finais ao jogo.

O árbitro de vídeo é uma novidade no futebol brasileiro, sendo utilizado pela primeira vez justamente nesta partida. O árbitro José Woshington da Silva marcou pênalti de Raul Prata em Toty no último minuto e precisou conferir o lance com Péricles Bassols, o árbitro responsável pelo recurso do vídeo. Após vários minutos de atraso e tensão, o pênalti foi confirmado, e Jean Carlos converteu.

O empate deixa tudo aberto para o segundo jogo, a ser disputado no Estádio Cornélio de Barros apenas no dia 18 de junho. Quem vencer lá é campeão, e qualquer empate leva aos pênaltis. A demora para a definição do campeão se dá pelo calendário cheio do Sport, que também joga a Copa do Nordeste e a Copa Sul-Americana. Por esta última o time rubro-negro encara o Danubio (URU), nesta quinta-feira (11), fora de casa, tendo de vantagem os 3 a 0 do primeiro jogo. O Salgueiro estreia na Série C contra o Confiança-SE na segunda-feira que vem (15).

Sport controla primeiro tempo

Clélio Tomaz/AGIF

No primeiro tempo só deu Leão, que frequentou a área adversária sem nenhuma cerimônia. André chegou com perigo duas vezes, e Mondragon fez grande defesa em chute de Everton Felipe. O goleiro operou outro milagre em cabeceio de Rithely aos 27 minutos, mas não pôde fazer nada no rebote, quando André encheu o pé e abriu o placar.

Queda de rendimento e castigo

Após o intervalo, o ímpeto rubro-negro diminuiu e os erros ofensivos viraram regra. Com isso o Salgueiro pareceu mais à vontade e quase empatou quando Willian Lira acertou o travessão de Magrão. À medida que o tempo passava, o sentimento geral na Ilha do Retiro era angústia: a vantagem poderia ser maior se a postura do primeiro tempo tivesse sido mantida.

Na reta final o Sport voltou a pressionar, mais na empolgação do que na estratégia. Em cruzamentos seguidos na área, Mondragon apareceu duas vezes para impedir o segundo gol. Sem qualquer pressa, o Carcará já parecia satisfeito perdendo por 1 a 0. Depois de empatar, então, a festa do time do sertão pernambucano foi geral.

Árbitro de vídeo acionado no último lance

Clélio Tomaz/AGIF

Pela primeira vez no futebol brasileiro, a arbitragem teve à disposição o vídeo e pôde tirar dúvidas de lances específicos. Estava prevista a análise do material caso existissem dúvidas em gols, pênaltis, cartões vermelhos e identificação de atletas punidos. Nenhuma ocorrência demandou reexame até os 48 minutos do segundo tempo, quando Raul derrubou Toty dentro da área e a arbitragem viu pênalti. Após reexame no vídeo, a infração foi confirmada.

Ficha Técnica

Sport 1 x 1 Salgueiro
Data: 07/05/2017
Local: Ilha do Retiro, Recife-PE
Hora: 16h00 (de Brasília)
Árbitro: José Woshington da Silva
Assistentes: Marlon Rafael Gomes de Oliveira e Fabrício Leite Sales
Árbitro de vídeo: Péricles Bassols
Cartões Amarelos: Samuel Xavier, Rogério, Rithely, Matheus Ferraz e Raul Prata (Sport); Mondragon e Jean Carlos (Salgueiro)
Cartão Vermelho: não houve
Gols: André aos 27 minutos do primeiro tempo; Jean Carlos aos 56 minutos do segundo tempo

Sport: Magrão; Samuel Xavier (Raul Prata), Matheus Ferraz, Durval e Mena; Ronaldo, Fabrício, Rithely (Fábio) e Everton Felipe (Lenis); Rogério e André. Treinador: Ney Franco.

Salgueiro: Mondragon; Marcos Tamandaré, Ranieri, Luís Eduardo e Daniel Nazaré; Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Toty e Valdeir; Álvaro (Jean Carlos) e Willian Lira. Treinador: Evandro Guimarães.
 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos