UOL Esporte Campeonato Português
 
30/01/2010 - 17h03

Visitante indigesto, Porto goleia Nacional e quebra marca do rival

Do UOL Esporte
Em São Paulo
  • Falcão Garcia comemora o seu gol na vitória do Porto sobre o Nacional da Madeira fora de casa

    Falcão Garcia comemora o seu gol na vitória do Porto sobre o Nacional da Madeira fora de casa

O Nacional de Madeira não perdia em seu estádio desde 4 de janeiro de 2009. Neste sábado, pela 17ª rodada do Campeonato Português, o Porto – mesmo clube que havia vencido o Nacional em sua casa pela última vez – voltou a incomodar os anfitriões e contou com a expulsão do zagueiro brasileiro Alex Bruno ainda no primeiro tempo para aplicar uma goleada de 4 a 0 e seguir a “caça” aos líderes da competição, Braga (1º) e Benfica (2º).

O Porto contou com o retorno do volante Fernando, recuperado de uma lesão, para alcançar os 36 pontos na classificação e ainda enxergar de perto as equipes do Braga (42) e Benfica (39), que ainda joga neste sábado. Outro brasileiro que retornou ao time foi o goleiro Helton. Por outro lado, o atacante Hulk, suspenso, desfalcou a equipe do técnico Jesualdo Ferreira, que completou a considerável marca de 300 jogos pela Liga.

Com este resultado, o Porto segue sem saber o que é perder neste ano de 2010 pelo Campeonato Português. Foram um empate e duas vitórias – incluindo a deste sábado. Já o Nacional de Madeira caiu uma posição na tabela, indo para sexto, e deixou de fazer parte da zona de classificação para a Liga Europa. Na próxima rodada, os atuais terceiro colocados do campeonato enfrentam o Naval, no estádio do Dragão, enquanto o Nacional enfrenta o Olhanense, fora de casa.

Em campo, foi o time do Porto quem tomou conta do jogo desde o início, mesmo atuando fora de casa. A situação, que já era favorável, ficou ainda melhor com o pênalti e a expulsão do zagueiro brasileiro Alex Bruno, ex-São Paulo e Botafogo, aos 30min. Varela bateu e abriu o placar. Pouco antes do fim da etapa final, o colombiano Falcão Garcia aproveitou cruzamento e cabeceou para ampliar.

No segundo tempo, o mesmo Falcão Garcia aproveitou nova bola na área para se esticar e empurrar para dentro, chegando aos 14 gols na competição e ficando atrás apenas de Cardozo, do Benfica, que tem 15. Já aos 42min, Varela marcou mais um após receber belo passe de Rubens Micael, driblar o goleiro e bater de esquerda, fazendo o quarto e último gol da partida.

Mais cedo, outros dois jogos pela 17ª rodada

O União Leiria contou com assistência do brasileiro Cássio – pouco conhecido no Brasil, já que foi para Portugal logo no início da carreira – para vencer o Olhanense por 2 a 0, em casa, e alcançar a zona de classificação para a Liga Europa. Os gols foram marcados por Silas e Vítor Moreno, no segundo tempo. Aliás, o companheiro de Cássio no ataque do Leiria é o também brasileiro Carlão, que é o artilheiro da equipe na Liga com cinco gols e participou da jogada do segundo gol.

No outro duelo, pela parte de baixo da tabela, o Naval garantiu a vitória sobre o lanterna Belenenses por 1 a 0, diante de sua torcida, com um gol do francês Godemeche, ainda na etapa inicial. Com o resultado, o Naval se vinga da derrota sofrida no primeiro turno - aliás, a única vitória do Belenenses em toda competição – e sobe para a 10ª colocação, com 18 pontos, ficando a cinco da zona de rebaixamento.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host