UOL Esporte Campeonato Português
 
27/02/2010 - 20h10

Com show de Di María e gol de Éder Luís, Benfica vence e volta à liderança

Do UOL Esporte
Em São Paulo

O Benfica entrou neste sábado, no estádio do Mar, pressionado pela vitória do Braga horas antes e consequentemente pela perda – ainda que temporária – da liderança do Campeonato Português, que chegou a sua 21ª rodada. Porém, mesmo jogando fora de casa, o time dos brasileiros Ramires, David Luiz e Luisão ignorou a presença do Leixões na zona de rebaixamento, venceu o jogo por 4 a 0 – com gols de Éder Luís e Di María (três vezes) – e retornou ao primeiro lugar da tabela.

Antes do duelo do Benfica, o Braga havia derrotado o Olhanense, em casa, por 3 a 1. A partida contou com dois gols brasileiros. O atacante Djalmir, ex-Sergipe e Cascavel-PR, abriu o placar para os visitantes, mas Matheus, ex-Itabaiana-SE, deixou tudo igual. O português Evaldo e o camaronês Meyoung marcaram os outros gols do Braga, que subiu para 51 pontos e segue na cola do líder Benfica, que tem um a mais.

Na outra partida deste sábado pelo Campeonato Português, o Naval venceu o Marítimo por 2 a 1 e assumiu a 10ª colocação, com 25 pontos, apenas um a menos que os visitantes. Assim como nos outros dois confrontos, a partida teve gol brasileiro. Kléber, ex-Atlético-MG, abriu o placar. O francês Hauw conseguiu o empate, mas o português Marinho marcou, aos 37min, o gol que deu a vitória ao Naval.

Antes mesmo do início da partida no estádio do Mar, duas surpresas foram reveladas pelo técnico Jorge Jesus: as presenças dos brasileiros Airton e Éder Luís entre os 11 titulares do Benfica. E a escolha do treinador deu certo, já que foi o atacante, ex-Atlético-MG, quem abriu o placar, aos 26min. O jogador arriscou de muito longe e contou com desvio na defesa para “matar” o goleiro e balançar as redes.

O Benfica ainda poderia ter inaugurado o placar no lance anterior, já que teve um gol mal anulado - de Di María - pelo árbitro da partida. Isolado no ataque do Leixões, Pouga não recebia a bola na frente e apenas assistia aos ataques dos visitantes, que dominavam a partida mesmo jogando fora de casa e à frente no placar. A segunda etapa voltou da mesma forma, com o Benfica melhor e quase ampliando logo nos primeiros minutos com Di María e Cardozo.

Porém, aos 14min, o time da casa não resistiu ao segundo gol do Benfica. Di María, já desequilibrado, bateu de dentro da área e contou com falha do goleiro de Diego para balançar as redes e ampliar. Inspirado, o argentino fez mais um, desta vez dando um chapéu no arqueiro rival – após lindo lançamento de Carlos Martins – e colocando para dentro do gol. Ainda houve tempo para mais um de Di María, que fechou sua trinca com um chute no ângulo esquerdo de Diego.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host