UOL Esporte Futebol
 
15/04/2010 - 16h29

Brasil promete isenção de impostos a parceiros da Fifa após reunião

Do UOL Esporte
Em São Paulo

O Brasil voltou a prometer isenção de impostos à Fifa e seus parceiros em assuntos pertinentes à Copa do Mundo de 2014. Nesta quinta-feira, após uma reunião com Jérôme Valcke, secretário-geral da entidade, Orlando Silva, ministro do Esporte, disse que as negociações avançaram e prometeu enviar um projeto de lei sobre o tema para o Congresso.

"Essencialmente, ele isenta a Fifa, as empresas contratadas por ela e o Comitê local do pagamento de todos os tributos nas operações e serviços relativos à realização do Mundial. Esse é o conteúdo principal", disse Orlando Silva.

A ideia é que o texto seja enviado ao Congresso para votação ainda em abril. Se aprovada em 2010, a desoneração entrará em vigor já em 2011, e vai valer até dezembro de 2015, sempre tratando de produtos relacionados à Fifa.

“A decisão de eximir a Fifa de impostos se baseia na avaliação de que o Brasil vai ganhar muito mais com o impulso que o Mundial dará à economia”, disse Orlando Silva. A renúncia fiscal envolve todos os tipos de taxas, incluindo aquelas que incidem em renda, importação e produtos industrializados.

Também participaram da reunião o secretário-executivo da Fazenda Nelson Machado e Beto Vasconcelos, sub-chefe de assuntos jurídicos da Casa Civil, representando o Governo Federal. Do outro lado ainda estavam Ricardo Teixeira, presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), e seis advogados da Fifa que vieram da Suíça.

 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host