Mauricio Stycer

Após criticar "gesto artístico", Galvão se comove com choro de Neymar

Getty Images
Neymar chora copiosamente depois de vitória do Brasil Imagem: Getty Images
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer

É jornalista desde 1986. Repórter e crítico do UOL, autor de um blog que trata da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

Colunista do UOL

22/06/2018 11h20

A atuação medíocre do Brasil e, em especial, de Neymar na vitória contra Costa Rica não passou despercebida na cabine da Globo durante a transmissão do jogo. Mesmo Galvão Bueno, sempre vendo o jogo com olhos de torcedor apaixonado, não se conteve em vários momentos.

“Está muito, mas muito longe do Neymar que se esperava na Copa do Mundo”, disse o narrador por volta dos 30 minutos do segundo tempo. A crítica mais dura ao jogador veio em seguida, após o árbitro de vídeo levar à anulação de um pênalti marcado a favor da seleção: “O gesto artístico (de Neymar) tirou o pênalti do Brasil”.

O gol marcado pelo camisa 10 aos 51 minutos do segundo tempo e o choro de Neymar em seguida, assim que o jogo terminou, comoveram Galvão: “Neymar cai no choro. Ele é bom menino. É significativo. Ele sabe que estava abaixo do que projetou. Ele sabe que pode dar muito mais”.

O jogo mostrou também que, em matéria de obviedades, o narrador está muito bem acompanhado. “Eles estão começando a gostar do jogo”, disse Casagrande a certa altura do primeiro tempo. “Quando o outro time começa a gostar do jogo, você vai lá e dá um susto”, respondeu Galvão. “Não tem mais bobo no futebol”, concluiu Ronaldo.

Encerrada a partida, Galvão filosofou: “Copa do Mundo não vai resolver problema de país nenhum”.

Juninho Pernambucano critica Galvão

O ex-jogador Juninho Pernambucano, ex-comentarista da Globo, notou e não apreciou a mudança de atitude do narrador Galvão Bueno durante a transmissão da partida nesta sexta-feira (22). Em sua conta no Twitter, escreveu: "O cara passa o jogo criticando o Neymar, culpando até pelo pênalti sofrido. Agora quer elogiar. Galvão não para, é intocável. Faz todo mundo detonar o cara, depois do gol quer mudar. Isso sempre foi assim. Neymar é monstro e não é obrigado a arrebentar sempre. Boa Brasil."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Mauricio Stycer

Topo