Copa 2018

Lembra deles? Decepções no futebol brasileiro poderão jogar a Copa

Julian Finney/Getty Images
Lodeiro e Cristian Rodríguez comemoram gol do Uruguai Imagem: Julian Finney/Getty Images

Vanderson Pimentel

Do UOL, em São Paulo

17/05/2018 04h00

O torcedor brasileiro pode estranhar alguns nomes que possivelmente estarão na Copa do Mundo. Seleções tradicionais como Argentina e Uruguai e até a estreante Panamá possuem jogadores que não deixaram saudades quando atuaram com a camisa de times do Brasil.

Confira a tabela completa e o calendário de jogos
Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
DOC: a Rússia Gay que não pode sair do armário

Contratados com grande expectativa, nomes como Centurión e Cristian Rodríguez ficaram aquém do desejado em São Paulo e Grêmio respectivamente, e outros como Rodney Wallace e Yotún atuaram em posições diferentes de onde rendiam mais em Sport e Vasco.

Mesmo assim, os atletas recuperaram o futebol que fizeram clubes brasileiros investir neles e estão nas pré-listas de suas seleções para disputar a Copa.

Decepções no Brasil que podem jogar a Copa

  • Manuel Lanzini (Argentina)

    Presente nas últimas convocações de Jorge Sampaoli pelo futebol apresentado no West Ham, Manuel Lanzini não deixou saudades nas Laranjeiras. O meia chegou ao Fluminense em julho de 2011 com 18 anos, e decepcionou a torcida, que o via como um substituto de Darío Conca. O argentino fez 22 partidas e foi titular apenas 13 vezes durante um ano. Seu passe à época era vinculado ao River Plate, que pediu R$ 27 milhões pelo jogador.

  • Adrián Ricardo Centurión (Argentina)

    Um dos nomes que mais chamou a atenção na pré-lista da Argentina foi Adrián Ricardo Centurión, que nunca havia sido convocado por Sampaoli. Em 2015, o meia chegou ao São Paulo como um "presente" após o ex-diretor Vinicius Pinotti pagar cerca de R$ 12 milhões ao Racing. No Brasil, Centurión não se adaptou e se tornou alvo da torcida. Não fez amigos, se mostrou alheio ao dia a dia dos jogadores e não correspondeu dentro de campo. Ao todo, ele fez 81 jogos, oito gols e nove assistências pelo Tricolor, onde jogou até agosto de 2016. Depois de um empréstimo de sucesso ao Boca Juniors, o jogador foi vendido ao Genoa e voltou a mostrar problemas de adaptação na Itália. Após ser comprado pelo Racing em janeiro deste ano, o jogador voltou a brilhar em sua terra-natal.

  • Yoshimar Yotún (Peru)

    Yotún chegou por empréstimo ao Vasco em janeiro de 2013 para suprir a carência que a equipe possuía na lateral esquerda. Todavia, o peruano não convenceu e chegou a ser barrado no time, que também vivia um momento ruim e chegou a ser rebaixado no Brasileirão. Mesmo atuando em 31 jogos, Yotún foi devolvido ao Sporting Cristal no início do ano seguinte. Depois de uma passagem pelo futebol sueco, o jogador se reencontrou na carreira como segundo volante, posição em atua tanto na seleção, como no Orlando City, sua atual equipe.

  • Luís Advincula (Peru)

    Titular da seleção peruana, Luís Advincula teve passagem discreta pela Ponte Preta. O lateral direito, que tinha o apelido de 'Usain Bolt', assinou com o time de Campinas em julho de 2013 após ser emprestado pelo Hoffenheim. No entanto, o momento turbulento que culminou no rebaixamento do clube no Brasileirão e as poucas oportunidades dadas pelo então técnico Jorginho fizeram com que o atleta só atuasse em seis jogos pela Macaca. Advíncula, que atualmente joga pelo Lobos BUAP-MEX, foi dispensado pela diretoria pontepretana ainda em outubro daquele ano, três meses após chegar em Campinas.

  • Raúl Ruidíaz (Peru)

    Pouco depois de ser finalista da Copa do Brasil de 2012, o Coritiba acertou a contratação de Raúl Ruidíaz, peruano que havia se destacado no Universitario e era reserva da Universidad de Chile comandada por Jorge Sampaoli. O atacante não chamou a atenção na equipe e foi emprestado ao Universitario após alegar "problemas pessoais" para deixar o Paraná em março de 2013. Artilheiro do Morelia-MEX, Ruidíaz ficou conhecido ao fazer o gol de mão que eliminou o Brasil da Copa América de 2016, culminando na demissão do técnico Dunga e do coordenador Gilmar Rinaldi.

  • Felipe Baloy (Panamá)

    Baloy chamou a atenção do Grêmio quando enfrentou a equipe pelo Independiente Medellin na Libetadores de 2003, a ajudou o time colombiano a ir às semifinais do torneio. Contratado pelos gaúchos logo depois do torneio sul-americano, o panamenho teve o azar de jogar numa equipe em crise. Depois de ajudar o Grêmio a se livrar do rebaixamento do Brasileirão em 2003 na última rodada, o zagueiro não conseguiu colaborar no mesmo nível no ano seguinte, quando a queda à Série B foi confirmada. Vendido ao Atlético-PR em 2005, o zagueiro também não teve sucesso e se transferiu ao futebol mexicano. Atualmente jogando no Municipal-HON, Baloy tem 37 anos e é reserva da seleção que disputará a primeira Copa do Mundo de sua história.

  • Cristian Rodríguez (Uruguai)

    Depois de passagens de sucesso por Benfica, Porto e Atlético de Madri, Cristian Rodríguez chegou ao Grêmio em março de 2015 com status de futuro ídolo. O uruguaio desembarcou em Porto Alegre com festa de gremistas e até virou nome de prato na lanchonete oficial da Arena. Apesar disso tudo, o meia rescindiu com o time gaúcho após dois meses por não querer permanecer na equipe sem condições de jogo. Ao todo, 'Cebolla' atuou em apenas duas partidas, tendo jogado apenas cerca de 80 minutos com a camisa tricolor devido aos diversos problemas físicos que enfrentou. Com 32 anos, o jogador do Peñarol tem a confiança de Óscar Tabárez e se livrou das dores de outrora.

  • Nicolás Lodeiro (Uruguai)

    Por mais que tenha vivido bons momentos com a camisa do Botafogo, Nicolás Lodeiro foi uma grande decepção no Corinthians. Contratado pouco antes da Copa de 2014 por R$ 4,5 milhões, o uruguaio fez cinco partidas como titular (substituído em todas) e não agradou ao então técnico Mano Menezes. No meio do caminho, o jogador ainda sofreu uma lesão e só foi usado em outras três partidas com a camisa alvinegra. O meia estava nos planos de Tite para o ano seguinte, mas sua vontade de atuar no Boca Juniors pesou para que o Corinthians o vendesse ao time argentino. Após um ano na equipe xeneize, o meia de 29 anos foi negociado com o Seattle Sounders-EUA, onde voltou a reencontrar o bom futebol. Apesar de estar na pré-lista de 26 atletas do Uruguai, Lodeiro é um dos nomes mais cotados para ser cortado por Tabárez.

  • Rodney Wallace (Costa Rica)

    Rodney Wallace era um total desconhecido do público brasileiro quando foi contratado pelo Sport em março de 2016 para jogar no time comandado por Paulo Roberto Falcão. Atacante de origem, e que foi campeão da MLS pelo Portland Timbers, o costarriquenho chegou a atuar como lateral quando o clube rubro-negro foi assumido por Oswaldo de Oliveira. Após não se reapresentar no início de 2017 ao alegar que a família não se adaptou a Recife, o jogador indenizou o Sport em cerca de R$ 600 mil para rescindir seu contrato, após uma passagem de 27 jogos e 4 gols pelo time brasileiro. Pelo New York City, o atleta voltou a atuar em sua posição de origem e foi lembrado novamente pelo técnico da Costa Rica.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Copa do Mundo 2018
Blog do Rodrigo Mattos
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte - Futebol
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte - Futebol - Álbuns
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte - Imagens
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
André Rocha
Topo