Copa 2018

'Revanche' para Neymar e duelos entre astros: os jogos das oitavas da Copa

Odd Andersen/AFP
Imagem: Odd Andersen/AFP

Do UOL, em São Paulo

29/06/2018 04h00

Além de 16 seleções, as oitavas de final da Copa do Mundo reunirão astros que se enfrentarão em oito jogos que prometem muitas emoções. Enquanto atletas como Lionel Messi e Cristiano Ronaldo terão a missão de conduzirem suas seleções à próxima fase, Neymar poderá se "vingar" do México após quatro anos.

A fase da competição na Rússia também colocará frente a frente dois atletas que recusaram a seleção brasileira para defenderem Espanha e a anfitriã Rússia. Enquanto jogadores como Eden Hazard, Harry Kane e Luka Modric tentarão ser decisivos também por suas seleções, outros como Christian Eriksen e Emil Forsberg terão a oportunidade de se colocarem entre os maiores jogadores do mundo.

Veja os duelos entre astros nas oitavas da Copa

  • Griezmann x Messi (França x Argentina)

    Rivais em Atlético de Madri e Barcelona, Antoine Griezmann e Lionel Messi ficaram muito próximos de serem companheiros na próxima temporada, mas o astro francês decidiu permanecer na equipe da capital espanhola. No primeiro jogo das oitavas de final, no próximo sábado (30), às 11h, o camisa 7 da França terá a missão de conduzir uma promissora equipe que ainda não convenceu apesar da campanha invicta contra uma Argentina que tem em seu camisa 10 a uma grande referência técnica, que pode decidir em apenas um lance. A diferença está nos companheiros de equipe. Apesar de mais jovem, o elenco dos Bleus se mostrou muito mais coeso que o time sul-americano. Apesar de ser mais experiente, o plantel alviceleste está rachado com o técnico e ainda não encontrou o seu ponto de equilíbrio na competição.

  • Suárez x Cristiano Ronaldo (Uruguai x Portugal)

    Enquanto o português é vice-artilheiro da Copa do Mundo, o uruguaio ainda está devendo um pouco, apesar de ter feito dois gols em seus últimos dois jogos. Rivais também em Real Madrid e Barcelona há quase quatro anos, Cristiano Ronaldo e Luis Suárez precisam estar com a pontaria afiada para o duelo entre Uruguai e Portugal, no próximo sábado (30), às 15h. Protagonistas de suas respectivas seleções, ambos podem encontrar o velho conhecido Lionel Messi nas quartas de final.

  • Neymar x Ochoa (Brasil x México)

    Autor de um único gol nesta edição da Copa, Neymar terá a chance de se redimir contra um velho conhecido seu. No Mundial de 2014, o goleiro Guillermo Ochoa foi o protagonista do empate por 0 a 0 entre Brasil e México, em Fortaleza. Além de salvar chances perigosas de Paulinho e Thiago Silva, o camisa 1 mostrou excelente reflexo ao defender um cabeceio e um chute na pequena área do camisa 10 brasileiro. Quatro anos depois, pouca coisa mudou. Com 17 finalizações, o astro do PSG é o jogador que mais finalizou no Mundial da Rússia, enquanto o mexicano é o goleiro o líder de defesas difíceis, com 17 interceptações. Na próxima segunda-feira (2), às 11h, Neymar será o grande responsável por conduzir o Brasil rumo a uma vaga nas quartas de final e poderá mostrar mais uma vez o seu ímpeto, mas agora com um sentimento de "revanche".

  • Hazard x Kagawa (Bélgica x Japão)

    Um dia depois do Chelsea confirmar a contratação de Eden Hazard, o Manchester United anunciou a chegada de Shinji Kagawa, em 5 de junho de 2012. Enquanto o belga repetiu suas atuações de Lille e se tornou o principal jogador da equipe londrina, o japonês pouco atuou pelos Red Devils, e nem mesmo uma volta ao Borussia Dortmund, dois anos depois, fez seu futebol deslanchar novamente. Autor de 2 gols contra a Tunísia, o atacante do Chelsea ainda não se destacou tanto como os companheiros Lukaku, De Bruyne e Mertens na competição. Kagawa voltou a ser titular apenas com Akira Nishino, mas também teve participações discretas até aqui no Mundial. Os camisas 10 de cada seleção tiveram trajetórias e caminhos diferentes após seis anos, mas na segunda feira (2), às 15h, eles estarão frente a frente para ver quem será o mais decisivo por suas seleções.

  • Diego Costa x Mario Fernandes (Espanha x Rússia)

    Por mais que possam enfrentar a Canarinho numa possível final, o duelo entre Espanha e Rússia tem mais a ver com o Brasil que o imaginado. Em comum, dois jogadores que recusaram o Brasil e optaram jogar pelas seleções que se enfrentarão no domingo (1), às 11h. Enquanto Mario Fernandes terá a missão de ajudar a Rússia a barrar o favoritismo espanhol, Diego Costa será o grande responsável do ataque da Roja para fazer os anfitriões deixarem a competição. Além do atacante do Atlético de Madri, o técnico Fernando Hierro ainda poderá usar os reservas Rodrigo e Thiago Alcântara para vencer pela seleção ibérica, mas com DNA brasileiro.

  • Modric x Eriksen (Croácia x Dinamarca)

    Por mais que Croácia e Dinamarca não sejam das seleções mais tradicionais do futebol, as equipes possuem em seus camisas 10 as referências para avançarem às quartas de final. Enquanto Luka Modric vem conduzindo a Croácia em sua surpreendente campanha até aqui na Rússia, Christian Eriksen foi o autor de um golaço contra a Austrália e é o grande jogador de uma Dinamarca que sofreu na primeira fase, mas que possui grande aplicação defensiva. Se o jogador do Real Madrid já é um dos atletas mais conceituados do futebol, o meia do Tottenham mostra evolução e foi especulado para defender o Barcelona pouco antes do início da Copa. Caso tenha sucesso em levar a Dinamarca à vitória no próximo domingo (1), às 15h, o jogador do Tottenham possivelmente terá mais chances de substituir Andrés Iniesta na equipe catalã.

  • Forsberg x Xhaka (Suécia x Suíça)

    Chamar a atenção no futebol de seu país, rumar à Alemanha, vestir a 10 de sua seleção e atuar por um grande clube do futebol inglês. A trajetória, que se assemelha a de Granit Xhaka, pode ser a mesma de Emil Forsberg na próxima temporada. Tanto Suécia como Suíça são duas equipes que chegaram às oitavas de final priorizando mais o jogo coletivo que o individual, mas para o duelo de terça-feira (3), às 11h, tanto o meia do Arsenal como o jogador do RB Leipzig, que é alvo do Manchester United, terão que chamar a responsabilidade para seguirem sonhando na Copa de 2018.

  • Falcao x Kane (Colômbia x Inglaterra)

    O jogo entre Colômbia e Inglaterra na terça-feira (3) às 15h colocará a frente dois centroavantes que vivem momentos distinttos na competição. Mesmo capitão e camisa 9 dos 'cafeteros', Radamel Falcao García fez apenas um gol pela Colômbia e pouco conseguiu produzir nos jogos contra Japão e Senegal. A situação é completamente diferente a de Harry Kane. Dono da faixa dos Three Lions, o atacante do Tottenham chamou a responsabilidade para si no difícil jogo contra a Tunísia e se tornou o artilheiro da Copa até aqui com 5 gols por fazer um 'hat-trick' contra o Panamá. Após ser poupado contra a Bélgica, o atleta do Tottenham terá a oportunidade de seguir aumentando sua conta de gols no Mundial, enquanto o colombiano precisará assumir o protagonismo caso James Rodríguez não atue para finalmente corresponder às expectativas e deslanchar na competição.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo