Copa 2018

Tite explica mudanças em excesso e celebra árbitro de vídeo em amistoso

Pedro Martins/Mowa Press
Willian e Tite concedem entrevista coletiva na véspera de amistoso da seleção brasileira contra o Japão Imagem: Pedro Martins/Mowa Press

João Henrique Marques e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Lille (FRA)

09/11/2017 09h43

"Mudei um pouco a regra, mas foi por conta da situação", admitiu Tite ao comentar as mudanças em excesso na seleção brasileira para o amistoso contra o Japão. Defensor de mudanças apenas pontuais na equipe para que a mesma não perca sua estrutura, o treinador terá seis novidades na equipe que entra em campo nesta sexta-feira, em Lille (França).

Com Danilo, Thiago Silva, Jemerson, Fernandinho, Giuliano e William entre os titulares, Tite tenta aproveitar a reta final de partidas para tirar dúvidas antes da convocação final para a Copa do Mundo.

"Danilo é uma substituição, o Jemerson também. O Thiago e o retorno do Marcelo eu não vejo. Fernandinho sim, numa função diferenciada. E Giuliano. A oportunidade ao Giuliano não era o processo inicial, era o Coutinho para jogar ali. A oportunidade surge. Veja os atletas estarem preparados. A ideia inicial nossa era o Coutinho com Fernandinho e Casemiro", explicou o treinador da seleção.

A equipe brasileira também irá se deparar com outra novidade no jogo no estádio Pierre-Mauroy: o uso do recurso de vídeo na arbitragem. Tal fato animou a comissão técnica.

"Sou um grande incentivador do árbitro de vídeo, na busca pela justiça, do correto. Toda vez que o futebol premia o merecido, eu fomento. Que seja competitivo e leal, não haverá problema, o árbitro não vai te punir. Se fizer faltas excessivas, deixa para a arbitragem. Se agarrar dentro da área, faça a situação de contato de maneira leal, que não haverá problema", comentou Tite.

"Se eu tivesse um desafio, como tem no vôlei, eu gostaria muito. Talvez eu queira demais, mas é o correto, justo, deve ser assim. Premiar o mais competente, quem merece, é a premissa. Mas isso seria uma coisa de ajuste com o decorrer do tempo", completou.

A seleção brasileira ainda vai ter a oportunidade de testar o árbitro de vídeo em mais duas oportunidades: contra a Inglaterra, na terça-feira, e em outros dois jogos em março, contra Rússia e Alemanha. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo