Topo

Copa 2018


Buffon desabafa: "Queria fechar a minha carreira com a Copa"

Max Rossi/Reuters
Buffon ainda lamenta a eliminação da seleção italiana, que vai ver a Copa pela TV Imagem: Max Rossi/Reuters

EFE

2018-02-14T17:27:32

14/02/2018 17h27

O goleiro Gianluigi Buffon, da Juventus, afirmou que gostaria de poder encerrar a carreira como jogador na Copa do Mundo da Rússia, para a qual a seleção da Itália não conseguiu se classificar.

Buffon fez parte da equipe que foi eliminada pela Suécia na repescagem das Eliminatórias e admitiu que viveu dias muito difíceis, segundo a prévia divulgada de uma entrevista que será exibida na íntegra na quinta-feira pelo Canale 5.

"Foram dias muito difíceis, queria encerrar a minha carreira com a Copa do Mundo porque penso que teria sido a melhor ocasião para lembrar e honrar a minha trajetória. Infelizmente, não foi dessa maneira", declarou o goleiro italiano, de 40 anos.

O capitão da Juventus afirmou em várias ocasiões no início da atual temporada que penduraria as chuteiras no meio de 2018, mas nas últimas semanas na Itália se especula sobre a possibilidade de o goleiro continuar por pelo menos outro ano.

"Não posso dizer mentiras ou criar falsas expectativas. A realidade é que tenho que me reunir com o presidente (da Juventus, Andrea Agnelli), com o qual tenho um pacto válido até o final da temporada. Analisaremos a situação e tomaremos uma decisão definitiva. A realidade é que um jogador nunca pararia de jogar", expressou.

Na entrevista, Buffon relembrou alguns dos momentos mais complicados da carreira, como o escândalo de fraude de 2006 e as acusações recebidas por supostas apostas ilegais.

"(O caso) 'Calciopoli' me prejudicou muito. Fui acusado gratuitamente duas vezes num aspecto fundamental para mim, a lealdade esportiva. O que mais me fez sofrer é o das apostas futebolísticas, sem dúvida", reconheceu.

Mais Copa 2018