Copa 2018

Juiz do 7 a 1 se divide entre vida de pastor e curso de treinador

Buda Mendes/Getty Images
Rodríguez apitou o 7 a 1 e o jogo da mordida de Luis Suárez na Copa de 2014 Imagem: Buda Mendes/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

23/02/2018 04h00

Ele ficou conhecido como “Pequeno Drácula”, já que o cabelo com gel e as sobrancelhas grossas o deixavam parecido com um personagem de uma comédia mexicana. Apitou em três Copas do Mundo e se despediu no famoso 7 a 1 da Alemanha sobre o Brasil, em 2014. Mas o árbitro mexicano Marco Antonio Rodríguez hoje é mais discreto enquanto divide seu tempo entre o trabalho como pastor e os estudos relacionados a futebol.

No Brasil, Galvão Bueno costumava pegar no pé do “Pequeno Drácula”, dizendo que ele gostava de aparecer mais do que devia. Seu estilo rigoroso, de fato, marcou sua trajetória graças aos muitos cartões aplicados em campo.

Ele foi o responsável, por exemplo, pela expulsão mais rápida da história da Copa Libertadores quando, aos 25 segundos de jogo, mandou para o chuveiro Alejandro Bernal, do Atlético Nacional, por entrada violenta no adversário. Na época, sua decisão foi analisada como exagerada.

Outras polêmicas o acompanharam. Na Copa de 2014, por exemplo, ele foi o árbitro do jogo entre Uruguai e Itália, quando Luis Suárez deu uma mordida em Chiellini. Rodríguez não viu a mordida, gerando muitas críticas por parte dos italianos.

Agora, com o apito aposentado, Rodríguez está fora dos holofotes. Em vez de comandar partidas de futebol, atua como pastor em uma igreja na região metropolitana da Cidade do México. A atividade religiosa começou quando ele ainda era árbitro, mas agora ganha mais atenção e tempo em sua rotina.

No entanto, Rodríguez não conseguiu ficar muito tempo longe do futebol. Culpa dos 25 anos de carreira como árbitro. No início deste mês, o mexicano começou a fazer o curso de treinadores da federação espanhol de futebol, em Madri. Antes de se aposentar, ele havia dito que, um dia, gostaria de trabalhar na federação mexicana, talvez como dirigente.

O “Pequeno Drácula” também dedica bastante tempo ao futebol em seu Twitter. Analisa decisões polêmicas de árbitros, mas também dá seus pitacos em táticas, decisões e posturas dos principais treinadores do mundo, muitos dos quais já conviveram com ele nos campos de futebol.

Bem humorado, às vezes ele cita até o gel para cabelos que lançou há alguns anos. Recentemente, o clube mexicano León publicou em seu Twitter uma foto do meia-atacante Landon Donovan todo descabelado, dizendo que precisava do “Chiquigel”, vendido pelo ex-árbitro. Rodríguez entrou na brincadeira e respondeu com a foto de um frasco do produto.

Entre brincadeiras e mensagens profundas, o ex-árbitro se divide entre palavras de fé e análises de futebol, com a vantagem de que, atualmente, é muito menos criticado quando alguém discorda de seu ponto de vista.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo