Copa 2018

Por que milhares de estudantes russos estão brigando contra festa na Copa

Divulgação/Fifa
Espaço em frente à Moscow University receberá "fan fest" na Copa Imagem: Divulgação/Fifa

Do UOL, em São Paulo

01/03/2018 04h00

Faltam pouco mais de três meses para o início da Copa do Mundo na Rússia, mas um grupo de estudantes locais já está revoltado com o torneio. A indignação é direcionada a uma “fan fest” programada para Moscou ou, mais precisamente, para um grande espaço abaixo das janelas de seus dormitórios.

Segundo a Fifa, uma grande área próxima do prédio principal da Moscow State University foi o local escolhido para abrigar a “fan fest” na capital russa. O espaço comporta cerca de 25 mil pessoas. Lá, grandes telões serão montados para que todos esses torcedores se reúnam e acompanhem as partidas da Copa com muita festa, bebidas e ativações de patrocinadores.

O problema é que os estudantes que moram na universidade reclamam do barulho que a festa causará em seus dormitórios. Para piorar, segundo relato da BBC, muitos desses estudantes precisarão deixar seus dormitórios temporariamente para dar lugar a homens da guarda nacional destacados para trabalhar no Mundial.

Outro fator que aumentou a insatisfação dos universitários foi a mudança no calendário de provas, antecipando exames para maio justamente para deixar os prédios livres em junho, quando começa a Copa. Assim, alguns cursos terão suas provas “espremidas” de dois meses para apenas um, sobrecarregando os estudantes, de acordo com eles.

Assim, mais de 11 mil assinaturas virtuais e quatro mil assinaturas físicas foram recolhidas pelos estudantes para mostrar a indignação da comunidade acadêmica. Os documentos já foram encaminhados para o presidente russo, Vladimir Putin, e para o prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin.

Os estudantes também tentaram levar a petição diretamente para o reitor da universidade, Viktor Sadovnichy, na semana passada. Eles, no entanto, relataram que o elevador de acesso à sala do reitor foi desligado e que guardas impediram que eles se aproximassem do local.

Apesar disso, horas depois de toda essa movimentação, um novo posicionamento da universidade parece ter atendido parte das demandas. Por meio de comunicado, o reitor anunciou que os estudantes cujos dormitórios sejam próximos da “fan fest” serão realocados para habitações mais tranquilas e garantiu que as provas voltarão às datas originais.

Por outro lado, a principal reivindicação não deve ser atendida: o deslocamento da “fan fest” para outro lugar de Moscou. No site da Fifa, o lugar em frente à universidade é descrito como um ponto frequentemente usado para grandes eventos e cuja visão é privilegiada, inclusive em direção ao Luzhniki Stadium, sede de sete partidas na Copa, incluindo a abertura e a final.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo