Copa 2018

Seleção confirma preparação pré-Copa com jogos na Inglaterra e na Áustria

Alexander Zemlianichenko/AP
Tite e Edu Gaspar sorriem durante sorteio em Moscou Imagem: Alexander Zemlianichenko/AP

Danilo Lavieri e Dassler Marques

Do UOL, em Moscou (Rússia)

19/03/2018 11h04

O diretor de seleções do Brasil, Edu Gaspar, confirmou nesta segunda-feira (19) detalhes da preparação ao Mundial da Rússia. Em entrevista coletiva em Moscou, ele oficializou a realização de amistosos diante da Croácia, no dia 3 de junho, em cidade a ser definida na Inglaterra, e da Áustria, no dia 10 do mesmo mês, em Viena.

A capital inglesa, como se esperava, também foi definida como local de preparação do Brasil antes do embarque a Sochi, onde ficará durante o Mundial na Rússia. Depois de um período em Teresópolis (21 a 27 de maio), na Granja Comary, a seleção passará por Londres de 28 de maio até 8 de junho, antes do jogo na Áustria e do posterior definitivo embarque para o país da Copa.

Tite ainda cogitava a hipótese de um terceiro amistoso, provavelmente no Maracanã em 28 de maio, mas o agendamento da partida não foi possível.

“Era o desejo de todos os envolvidos da seleção por três jogos. A partir do momento que você se senta com seus dados, informações, se mostra inviável um jogo no Brasil. A programação começa 21 de maio. Até dia 28, perante o regulamento, não podemos fazer nenhum jogo. A partir de 28, tínhamos a possibilidade de algo no Brasil. Levando em consideração de jogo dia 3 e dia 29, entre os dois dias seria inviável preparar para dois jogos. Devido às lesões aparecendo, a quantidade de minutos que os atletas vão se apresentar. A semana de 21 a 28 é de extrema importância que eles se recuperem com um trabalho individual. Tínhamos dúvidas de como seria preparar atletas para jogo dia 29 ou 30, iria encavalar com o dia 3 e não nos prepararíamos nem para um nem para outro. Como ficou, teremos tempo suficiente para preparação para dia 3, dia 10 e consequentemente dia 17 [data da estreia]”, explicou Edu Gaspar.

O coordenador de seleções ainda explicou os critérios para definição dos adversários nos dois jogos preparativos antes da estreia no Mundial.

“Ficamos discutindo sistemas de jogos dos adversários. Vamos jogar contra a Sérvia, seria interessante jogar com uma seleção próxima, assim como a Suíça. Sempre levamos em conta pelo estilo de jogo, ou dos sistemas, em encontrar algo similar individual e coletivamente. Colocamos a Croácia como um adversário interessante de sistema tático e individualmente. A Áustria pelo estilo nas Eliminatórias joga com uma linha de cinco bem rígida, bem defensiva, e acreditamos que poderemos encontrar esse estilo. Foi exatamente nesse aspecto que viabilizamos os dois jogos”, completou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo