Copa 2018

Após quase três anos de Del Nero recluso, Caboclo vai viajar com a seleção

Xinhua/Rahel Patrasso
Del Nero quando ainda comandava a CBF e podia viajar; Caboclo quer "nova era" Imagem: Xinhua/Rahel Patrasso

Danilo Lavieri, Dassler Marques e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Moscou e no Rio de Janeiro

20/03/2018 04h00

Ao menos por enquanto, Rogério Caboclo ainda não é presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). A nomenclatura, no entanto, é apenas questão de tempo. Ele irá para a Europa para acompanhar os amistosos da seleção contra a Rússia e Alemanha e, com isso, inaugura uma nova era na confederação. É a primeira vez desde 2015 que o nome mais forte da entidade pode viajar para o exterior com a delegação. A última vez que isso aconteceu foi em 2015, quando Marco Polo Del Nero e José Maria Marin foram em reunião da Fifa, representando a CBF, em Zurique. Na ocasião, o FBI deflagrou a operação que acabaria por derrubar cartola por todo o mundo e Marin foi um dos presos.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, leia a coluna De Primeira.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo