Copa 2018

Blogueiros: Espanha impressiona e Tite encontra 2 formas para jogar na Copa

Do UOL, em São Paulo

28/03/2018 04h00

Uma nova rodada de amistosos das seleções, nesta terça-feira (27), permitiu aos amantes do futebol fazer mais projeções sobre a Copa do Mundo da Rússia, que está a menos de três meses de seu início. O Brasil venceu a Alemanha por 1 a 0 em Berlim e, apesar de o time adversário não ter entrado em campo com o time titular, a seleção de Tite mudou a forma de jogar – em relação ao jogo da Rússia – e mais uma vez foi bem, mostrando que está cada vez mais preparada para o que vem pela frente.

A Espanha, por sua vez, deu uma aula de futebol diante da Argentina e aplicou uma goleada por 6 a 1. Seria a seleção que, nestes últimos amistosos, mais se mostrou forte para o Mundial? Na opinião dos blogueiros do UOL Esporte, sim. Eles ainda opinaram sobre Gabriel Jesus, o novo teste feito por Tite (no meio-campo) e se a seleção já está, de fato, preparada para a Copa. Confira:

A seleção brasileira mostrou que está preparada para a Copa do Mundo?

ALEXANDRE PRAETZEL
Acredito que sim. Mostrou um conjunto forte, com jogadores acostumados a grandes confrontos internacionais. Dois anos depois da ameaça de ficar fora do Mundial, o Brasil está recuperado e chega forte.

ANDRÉ ROCHA
Não. Porque a tendência é enfrentar mais retrancas que seleções buscando o ataque como fez a Alemanha. Essa seleção só rendeu com espaços e a tendência na primeira fase e ao menos nas oitavas é encarar adversários com linha de cinco e negando as brechas. A equipe de Tite não deu respostas consistentes para este cenário.

JUCA KFOURI
Mostrou mais uma vez porque não foi só contra a Alemanha que o fez. Quem disputa as Eliminatórias como a seleção disputou se candidata na Copa.

JULIO GOMES
Acho que já havia mostrado. É um time competitivo e bem treinado.

MARCEL RIZZO
Sim. Tite encontrou uma base, uma ou duas formas de jogar, e mostrou que tem um time competitivo.

MENON
O Brasil está preparadíssimo para a Copa. Pronto para fazer um grande papel. Douglas Costa mostrou ser boa opção.

RICARDO PERRONE
A seleção está preparada. Tite criou alternativas táticas e mostrou que sabe se virar em caso de desfalques importantes, como a ausência de Neymar.

Robert Michael/AFP
Imagem: Robert Michael/AFP

Nos amistosos, qual seleção se mostrou mais forte para o Mundial?

ALEXANDRE PRAETZEL
Espanha. Grande jogo contra a Alemanha e superioridade absurda diante da Argentina, sem Messi, mas é a Argentina. Time de grande qualidade técnica.

ANDRÉ ROCHA
Pelo que apresentou na média das eliminatórias e nos amistosos recentes, a Espanha é a que pratica o melhor futebol. Não só pelos resultados, mas pela execução das ideias que levaram aos títulos entre 2008 e 2012 com a renovação do grupo de jogadores pelo treinador Lopetegui.

JUCA KFOURI
A Espanha parece a mais pronta. Mais pelo empate contra os alemães que pela goleada nos argentinos.

JULIO GOMES
A Espanha está assustando. Já era uma das seleções principais. Mas o jogo contra a Alemanha e a goleada sobre a Argentina são um recado importante.

MARCEL RIZZO
Espanha é uma das seleções que têm sido subestimadas nos últimos meses. Muitos especialistas apontam Brasil, Alemanha e França como favoritas, mas os espanhóis têm um time talentoso, experiente, e com um bom treinador. A Alemanha, mesmo poupando jogadores contra o Brasil, mostrou que mantém o padrão dos últimos anos. Os franceses estiveram um pouco abaixo, mesmo batendo a Rússia nesta terça. Inglaterra, entre as forças que estão um degrau abaixo, também vai aparecer bem na Copa.

MENON
Espanha foi a melhor. Alemanha preferiu fazer testes, mas é forte. Os amistosos mostraram também uma Inglaterra com futebol renovado e uma Argentina, contra a Espanha, sem nenhuma estrutura defensiva.

RICARDO PERRONE
Nos últimos amistosos, a Espanha impressionou mais. Mas, quando a análise envolve o conjunto da obra, desde as Eliminatórias, vejo como principais favoritas Alemanha e França. Brasil e Espanha aparecem em seguida.

Pierre-Philippe Marcou/AFP
Imagem: Pierre-Philippe Marcou/AFP

Com o gol, Gabriel Jesus parece recuperado e merece mesmo ser o titular no início da Copa?

ALEXANDRE PRAEZTEL
Ele é um atacante que precisa estar no melhor da sua forma. Alterna pouca titularidade com a reserva no Manchester City. Correspondeu diante de Rússia e Alemanha. Merece a vaga, apesar da forte sombra de Roberto Firmino.

ANDRÉ ROCHA
Ainda vejo o Gabriel Jesus afobado, errando lances bobos, o que não acontecia há um ano. Mas tem presença em jogos grandes e este gol na Alemanha certamente carimbou a titularidade para o início do Mundial.

JUCA KFOURI
Não parece recuperado exatamente pelos gols que não fez.

JULIO GOMES
Apesar do gol, achei um mau jogo de Gabriel. Participou pouco, falhou em lances importantes e parece sem ritmo. Firmino está melhor.

MARCEL RIZZO
"Perdeu" a vaga por lesão, mas parece ainda estar um passo à frente de Firmino. Resta saber como Tite vai acomodar Neymar com Coutinho e Willian, que vive grande fase.

MENON
Gabriel Jesus jogou bem, com velocidade e deslocamentos. Deu mostras de estar recuperado.

RICARDO PERRONE
Ele merece a vaga, indiscutivelmente. Só que ainda pode melhorar.

Robert Michael/AFP
Imagem: Robert Michael/AFP

Após os dois jogos, você prefere o meio-campo mais fechado, com Fernandinho, ou o anterior, com Coutinho jogando mais recuado?

ALEXANDRE PRAETZEL
O Brasil tem condições de atuar com o meio-campo mais aberto. Willian não merece sair para a vaga de Neymar. Fernandinho é o principal candidato a deixar o time. Podemos atuar com Casemiro, Paulinho e Coutinho. Willian, Gabriel Jesus e Neymar. Rápido e técnico.

ANDRÉ ROCHA
Para a primeira fase tem que ser Coutinho no centro e Willian pela direita. Não há dúvidas. Nos confrontos eliminatórios é questão de avaliar o cruzamento e as características do adversário. E Renato Augusto, mesmo perdendo espaço, não deve ser descartado para a Copa.

JUCA KFOURI
Eu prefiro sempre o criativo ao prudente. Mas entendo quem pense o inverso.

JULIO GOMES
O time com 3 meio-campistas é mais sólido. Será usado nos jogos grandes, de mata-mata. Creio que o time com quatro atacantes será usado na primeira fase.

MARCEL RIZZO
A opção com Coutinho na função mais recuada, abrindo espaço a Willian, é a melhor. O Brasil não pode abrir mão de seus talentos. Acho que Tite vai usar essa formação em jogos nos quais o Brasil mandará no jogo, na primeira fase do Mundial. Quando forem confrontos mais equilibrados, como diante da Alemanha, vai optar por um meio de campo mais forte, com Fernandinho. Vamos ver quem ele vai tirar.

MENON
Com a volta de Neymar, fica difícil a vida de Fernandinho. Ele passa a ser a segunda opção de troca, atrás de Renato Augusto ou William (que disputam uma vaga). Fernandinho somente para uma postura defensiva, ao lado de Casemiro.

RICARDO PERRONE
Depende do adversário. Tite acertou nas escolhas contra Rússia e Alemanha. Esse é o parâmetro para a Copa.

Fabrizio Bensch/Reuters
Imagem: Fabrizio Bensch/Reuters

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo