Copa 2018

Fred e D. Costa se destacam e Taison vai mal em última chamada da Copa

Pedro Martins/MowaPress/Divulgação
Fred se destacou nos treinos com a seleção. Taison decepcionou Imagem: Pedro Martins/MowaPress/Divulgação

Danilo Lavieri e Dassler Marques

Do UOL, em Berlim (Alemanha)

28/03/2018 04h00

Os amistosos da seleção com Rússia e Alemanha serviram para comprovar uma tese tão falada por Tite: o jogador pode mostrar nos treinos que merece uma vaga na Copa do Mundo. São 16 que já foram confirmados publicamente pelo treinador, enquanto outras sete vagas seguem em disputa.

Mesmo com poucos minutos diante dos russos, Fred deixou uma excelente impressão em Tite e companhia. O meio-campista foi bastante elogiado pela sua performance nos dois trabalhos em Moscou, na primeira semana de preparação, em que a imprensa precisou ficar fora.

Sua principal qualidade foi o trabalho entre as áreas, item que já havia sido destacado pelos observadores da seleção nos jogos dele no Shakhtar Donetsk. Na zona mista após o triunfo, o discurso foi o padrão de “continuar trabalhando”.

“Estou muito feliz por receber os elogios, mas preciso continuar trabalhando. Ninguém está garantido, então preciso continuar trabalhando na Copa. Não me falaram nada, mas vou dar o meu melhor para estar pronto”, afirmou o atleta.

Em contrapartida, Taison tem ficado cada vez mais distante de uma chance. Ele voltou a ser convocado pelo que tem feito na sua equipe, mas não conseguiu chamar a atenção a ponto de colocar uma dúvida na cabeça do comandante.

Para piorar a situação, Douglas Costa, um de seus concorrentes diretos, foi muito bem e praticamente carimbou o seu passaporte para estar no Mundial. Depois de cortes por lesão, ele foi um dos melhores contra a Rússia e o único dos reservas a jogar contra a Alemanha.

O restante da lista tem algumas dúvidas, que ainda não tiveram respostas mais claras. Neto e Cássio, por exemplo, brigam pelo posto de terceiro goleiro, atrás de Alisson e Ederson. Na lateral direita, Danilo e Fagner disputam a reserva de Daniel Alves. Do outro lado, resta saber quem terá condições físicas de estar no banco de Marcelo.

Na zaga, Tite deu mostras que Pedro Geromel pode estar um pouco à frente na briga com Rodrigo Caio, mas o corte do gremista no amistoso contra a Alemanha faz o são-paulino ainda nutrir esperanças na posição que já tem Marquinhos, Miranda e Thiago Silva como garantidos.

Resta saber se o comandante vai querer contar com um atleta que mudaria a característica do seu ataque. Willian José seria esse nome, mas o atacante não recebeu chance em nenhum momento. Em alguns treinos, inclusive, ficou fora até da equipe reserva.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo