Copa 2018

Jornais da Alemanha reprovam atuação da seleção local contra o Brasil

Patrik Stollarz/AFP
Ilkay Gundogan pela Alemanha contra o Brasil; jogador teve atuação criticada Imagem: Patrik Stollarz/AFP

Do UOL*, em São Paulo

28/03/2018 10h19

Apesar de cobrir a atual campeã do mundo e uma das favoritas ao título da Copa de 2018, a imprensa alemã foi crítica ao analisar a derrota por 1 a 0 da seleção local para o Brasil, em amistoso disputado em Berlim (ALE) nessa terça-feira (28)

Segundo o jornal "Süddeutsche Zeitung", a má atuação coletiva da seleção contrasta com o bom jogo feito no empate por 1 a 1 com a Espanha.

"Depois de uma atuação classe A com a equipe A contra a Espanha quatro dias antes, só deu para uma atuação classe C com seu time B diante do Brasil. Nem antes nem depois do gol de abertura do Brasil, o ataque da seleção de Löw conseguiu produzir algo ofensivamente", diz artigo publicado.

O "Berliner Zeitung", por sua vez, fez críticas às atuações individuais de Julian Draxler, Leroy Sané e Iklay Gundogan.

"Contra a Espanha, apesar de ficar em desvantagem logo no início e de problemas genéricos, a equipe alemã ainda conseguiu virar o jogo. Contra o Brasil, os alas Julian Draxler e Leroy Sané quase não conseguiam encaixar um drible, inclusive no segundo tempo, Gündogan foi outra pessoa, não o meia que se conhece das transmissões da Premier League. Sandro Wagner pelo menos arriscou um cruzamento. E assim, proporcionalmente à falta de ideias alemã, cresceu o desejo brasileiro de transformar uma pequena revanche numa revanche média", publicou o jornal.

O tabloide "Bild" adota caminho parecido e coloca Kevin Trapp, Mario Gomez, Iklay Gundogan e Leroy Sané como os jogadores que mais devem espaço após os amistosos contra Espanha e Brasil. Por outro lado, Thomas Muller, Timo Werner, Marvin Plattenhardt, Marc-André ter Stegen e Julian Draxler são elogiados.

O "Die Zeit", jornal publicado em Hamburgo e no norte da Alemanha, diz que a derrota para o Brasil pode fazer mal para o ambiente da seleção alemã.

"A revanche foi bem-sucedida, os brasileiros venceram por 1 a 0. Embora eles não tenham jogado bem nessa noite. Mas pelo menos melhor que os alemães, que tiveram uma atuação modesta. O que provocou até mesmo discórdias dentro da equipe, que podem reverberar", afirma o texto.

O jornal "Der Tagesspiegel", por sua vez, preferiu destacar o sucesso da seleção brasileira e a chance de retomada após a histórica derrota por 7 a 1 na final da Copa do Mundo.

"A vergonha que tantos brasileiros ainda sentem pelo 7 a 1 na semifinal em Belo Horizonte não será esquecida, mas um sucesso no país do campeão mundial vai curar as feridas e ajudar na ressurreição de uma nova potência futebolística. Afinal, a vitória por 1 a 0 frente a quase 73 mil espectadores em Berlim não foi sem merecimento. Na Copa do Mundo da Rússia poderemos contar de novo com o Brasil", diz análise do periódico.

* Com informações da Deutsche Welle

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo