Copa 2018

Tite deixa amistosos com duas vagas de titulares em disputa para a Copa

Wolfgang Rattay/Reuters
Thiago Silva fez grandes partidas contra Alemanha e Rússia: candidato a titularidade Imagem: Wolfgang Rattay/Reuters

Danilo Lavieri, Dassler Marques e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Berlim (Alemanha) e no Rio de Janeiro

28/03/2018 04h00

Se há alguns meses a seleção brasileira tinha 11 titulares praticamente garantidos, o panorama é muito diferente a 78 dias da Copa do Mundo. As vitórias sobre Rússia e Alemanha nos amistosos recentes abriram, de vez, duas vagas na equipe principal. Nesse cenário, ninguém se deu tão bem quanto Thiago Silva. 

Com duas partidas irretocáveis contra russos e alemães, o zagueiro de 33 anos ganhou pontos na disputa particular com Marquinhos, seu companheiro de PSG e dez anos mais jovem. Tite, que costuma dizer que a briga dos dois com Miranda é a mais acirrada do time, sempre teve a ideia de tornar Thiago titular. A convocação de março tornou essa possibilidade real. 

Devido à falta de ritmo recente de Marquinhos, que voltou de lesão, Tite optou por dar rodagem à dupla Miranda-Thiago Silva em março, já que em quase dois anos a combinação habitual foi com Thiago no banco. O resultado dessa experiência foi o melhor possível, a ponto de o treinador admitir internamente que pode optar pela manutenção. 

"Tem 14, 15 atletas que brigam por titularidade direta. Não adianta ficar com meias palavras. Fernandinho, Willian, Thiago [Silva], Marquinhos e Miranda...eles jogam muito nos seus clubes, têm minutagem parecida [pela seleção], então é difícil para mim. Não é 'está formada’, o técnico vai privilegiar o momento", declarou depois da vitória por 1 a 0 sobre a Alemanha. 

Renato Augusto, Fernandinho ou Willian?

Pedro Martins/MoWA Press
Fernandinho foi titular contra a Alemanha e deixou time mais defensivo Imagem: Pedro Martins/MoWA Press

Preterido dos jogos de março porque Tite buscava experiências e pela falta de sequência em razão do calendário chinês, Renato Augusto ainda é a opção com mais possibilidades para a Copa do Mundo porque combina aspectos ofensivos e defensivos. Entretanto, as duas partidas evidenciaram para o treinador que há alternativas nesse setor e que as disputas estão abertas. 

Utilizado contra a Alemanha, Fernandinho se confirmou como a opção mais defensiva e, com uma interceptação, foi quem iniciou o gol de Gabriel Jesus. Ele ajudou muito na marcação, mas participou pouco da criação e não teve liberdade para avançar. "Ele dá uma consistência, um bom passe, a finalização de média distancia e libera o Paulinho para as infiltrações", avaliou o treinador. 

Em um outro cenário, contra a Rússia, Coutinho é que foi testado como meia armador na vaga de Renato. Mas, como ele já é titular absoluto da seleção, quem se dá bem nesse desenho é Willian. Essa é vista por Tite como a combinação mais ofensiva possível para iniciar um jogo e agradou bastante em Moscou. 

Os bons desempenhos e as alternativas criadas com Coutinho e Fernandinho devem influenciar diretamente na convocação para a Copa. A avaliação é que não é necessário ter dois reservas para a função de meia armador, já que eles cumprem os requisitos. Por isso, cresceu nas últimas semanas a chance de Tite levar à Rússia um meia com características mais ofensivas ou, principalmente, um centroavante de ofício. 

As duas abertas na equipe titular, vale frisar, passam longe de incomodar o treinador. Para ele, a competição entre os atletas para alcançar o melhor nível possível é um dos ingredientes para a formação de um time forte e vitorioso. Para uma primeira fase contra Suíça, Costa Rica e Sérvia, a opção com Fernandinho parece a menos provável de todas. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo