Copa 2018

Após aposta no Palmeiras, Lucas Lima e Weverton veem sonho da Copa distante

Thiago Calil/AGIF
Lucas Lima vem fazendo ótima temporada, mas não tem sido lembrado por Tite Imagem: Thiago Calil/AGIF

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

29/03/2018 04h00

Dos seis reforços que o Palmeiras anunciou para este ano, dois chegaram com o objetivo declarado de voltar à seleção brasileira e disputar a Copa do Mundo de 2018: Lucas Lima e Weverton. Três meses depois de escolherem a equipe alviverde para realizar esse sonho, porém, os dois se veem distantes da convocação final de Tite e, por motivos diferentes, com chances reduzidas de reverter a situação em curto prazo.

Lucas Lima, que sempre colocou a chance de voltar à seleção como uma de suas principais motivações, chegou a ter o nome citado pelo treinador em algumas entrevistas. Ele foi uma das opções avaliadas recentemente para a vaga do "ritmista", termo que o treinador usou para descrever um perfil de atleta que ele ainda busca para compor o grupo: um armador que saiba se colocar entre as linhas de marcação adversárias e com capacidade para dar o passe final.

O camisa 20 vem fazendo uma ótima temporada e é líder de assistências do Palmeiras no ano, mas Tite tem preferido testar outros nomes na posição. Nas convocações mais recentes, foram chamados jogadores como Fred (Shakhtar Donetsk), Talisca (Besiktas), Diego (Flamengo) e Giuliano (Fenerbahçe). A última lembrança a Lucas foi em junho de 2017, e a próxima lista de Tite já será a definitiva para a Copa do Mundo.

A questão tática também tem um peso. O posicionamento de Lucas Lima no início de sua trajetória no Palmeiras chegou a animar o jogador sobre suas chances na seleção, já que Roger Machado o escalou em função mais recuada, na linha de meias do 4-1-4-1, mesmo desenho usado por Tite. Internamente, pessoas do Palmeiras avaliaram que isso seria um ponto positivo para o objetivo de voltar a jogar pelo Brasil. Desde a entrada de Bruno Henrique no time no lugar de Tchê Tchê, porém, o atleta voltou a ser utilizado como um meia mais ofensivo, liberado para marcar de forma adiantada, afastando-se do modelo da seleção.

Leandro Miranda/UOL Esporte
Weverton é hoje o terceiro goleiro do Palmeiras Imagem: Leandro Miranda/UOL Esporte

Já a situação de Weverton é ainda pior. O goleiro, titular na conquista do ouro olímpico nos Jogos do Rio-2016, chegou ao Palmeiras dizendo que precisava jogar para voltar à seleção, mas hoje é apenas a terceira opção de Roger, atrás do titular Jailson e do reserva imediato Fernando Prass. Sem minutos em campo (só fez um jogo em 2018, contra o Ituano, com time reserva), o ex-jogador do Atlético-PR nem é mais cogitado por Tite, que na última convocação levou Alisson, Ederson e Neto.

Com a meta de ir à Copa do Mundo quase fora de alcance, os dois ainda têm muito a disputar pelo Palmeiras no ano. Se Weverton provavelmente terá que esperar para ter uma oportunidade, Lucas Lima é peça-chave do time de Roger, que tem a melhor campanha do Paulistão e vai enfrentar o Corinthians na final. O jogo de ida da decisão acontece neste sábado (31), às 16h30, na Arena Corinthians.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo