Topo

Copa 2018


Champions ajuda e Tite terá grupo quase completo em apresentação para Copa

Pedro Martins/Mowa Press
Imagem: Pedro Martins/Mowa Press

Do UOL, no Rio de Janeiro

2018-04-11T04:00:00

11/04/2018 04h00

Os resultados desta terça-feira (10) derrubaram muitos brasileiros na Liga dos Campeões da Europa (Champions League). A eliminação de alguns times, no entanto, ajudou o técnico Tite. Com nomes como Gabriel Jesus, Éderson, Fernandinho e Paulinho eliminados da competição, o treinador ganha parte do grupo para a apresentação da seleção brasileira para a Copa do Mundo.

Explica-se: o grupo se junta para a preparação de olho no Mundial da Rússia no dia 21 de maio, na Granja Comary, mas a final da Champions está marcada para o dia 26 do mesmo mês, em Kiev (Ucrânia). Com isso, os brasileiros classificados para a decisão só se apresentarão a Tite na semana seguinte, já em Londres, em 28 ou 29 de maio.

Se por um lado os representantes de Manchester City e Barcelona deixam o principal torneio de clubes do mundo, jogadores dos clubes que ainda restam no torneio podem desfalcar o grupo de Tite nos primeiros dias.

É o caso de Alisson, da classificada Roma, Roberto Firmino, do Liverpool, Marcelo e Casemiro, ambos do Real Madrid. Douglas Costa, da Juventus, que briga por uma vaga na lista da Copa, tenta se manter vivo no torneio – precisa reverter a vantagem de três gols do Real no jogo desta quarta (11). Ainda assim, Tite terá ao menos 19 dos 23 atletas para o início do trabalho.

Antes do Manchester City, um dos clubes europeus com mais convocados, ser eliminado, outra potência com representantes da seleção já tinha “facilitado” a logística de Tite. O Paris Saint-Germain, de Marquinhos, Thiago Silva, Daniel Alves e Neymar, fora eliminado ainda nas oitavas de final para o Real Madrid.

Após a primeira semana de treinamentos na Granja Comary, a seleção seguirá para Londres no dia 28 de maio. Lá, fará sua preparação no CT do Tottenham, antes dos amistosos contra a Croácia, dia 3, em Liverpool, e Áustria, dia 10, em Viena. Após o segundo jogo, o grupo embarca rumo a Sochi, sua base na Rússia, onde ficará até a estreia na Copa, dia 17, contra a Suíça.

Mais Copa 2018