Copa 2018

Plano 'anti-Messi' da Nigéria tem torcida por Argentina e marcação coletiva

Dan Mullan/Getty Images
Rohr venceu a Argentina em 2017, mas Messi não disputou o amistoso Imagem: Dan Mullan/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

13/04/2018 04h00

Como parar Messi na Copa do Mundo? Como segurar um dos melhores jogadores da história no que pode ser seu último Mundial? Essas perguntas não saem da cabeça de Gernot Rohr, técnico da Nigéria e um dos adversários do argentino na Rússia. Mas a praticamente dois meses do torneio ele já tem algumas opções. A principal delas? Torcer para que o camisa 10 não jogue.

A esperança do treinador alemão se baseia na tabela. A Argentina estreia contra a Islândia, depois pega a Croácia e só então enfrentará a Nigéria. Assim, se vencer seus dois primeiros jogos, talvez dê um descanso para Messi chegar 100% no mata-mata. Neste caso, se a Nigéria também fizer sua parte contra islandeses e croatas, ambos jogariam menos pressionados.

“Talvez Messi não queira jogar contra a gente. Para isso, a Argentina tem que vencer seus dois primeiros jogos”, projetou Rohr à “TyC Sports”, atento às folgas que Messi tem recebido no Barcelona no planejamento para a Copa.

A torcida pela ausência de Messi é fundamentada também em uma experiência recente da Nigéria. Rohr sabe bem como é enfrentar a Argentina sem seu camisa 10: no último amistoso do ano passado, os nigerianos bateram a Argentina por 4 a 2, de virada, em partida disputada na Rússia. Messi não estava.

“Messi me dá muita preocupação. Vencemos a Argentina recentemente e acho que isso só aconteceu porque ele não estava. Se o Messi jogar contra a gente na Rússia, teremos um problema dobrado pela frente”, opinou.

Mas para não depender do planejamento da Argentina durante a Copa, o treinador da Nigéria gasta o tempo que falta até lá para achar uma forma de dificultar a vida de Messi. E a conclusão a que ele chegou até agora é que não adianta fazer marcação individual no argentino.

“Para mim, a única solução para segurar Messi é uma saída coletiva, não individual. Ainda temos tempo e vamos observá-lo. Nada é impossível”.

O duelo entre Argentina e Nigéria, válido pela terceira rodada do grupo D, está marcado para o dia 26 de junho, às 15h (de Brasília), em São Petersburgo. Um dia especial na agenda de Gernot Rohr.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo