Copa 2018

Voluntários entram na mira da Rússia por temor a atos terroristas na Copa

Alex Livesey - FIFA/FIFA via Getty Images
Voluntários participam de encontro durante a Copa das Confederações de 2017, na Rússia Imagem: Alex Livesey - FIFA/FIFA via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

18/04/2018 04h00

Além de passar pelas etapas definidas pela Fifa para trabalhar na Copa do Mundo da Rússia, os voluntários selecionados para o torneio terão uma fase extra neste ano. E a maioria talvez nem saiba, mas eles já estão sendo investigados pelas autoridades russas. O principal objetivo é identificar possíveis conexões com atividades terroristas.

São esperados cerca de 15 mil voluntários no Mundial na Rússia. Como acontece geralmente, eles atuam no auxílio a torcedores (dentro e fora dos estádios), à imprensa e em outras áreas de hospitalidade, incluindo aeroportos, por exemplo. O limite para inscrição no processo seletivo foi dezembro de 2016.

Para se candidatar, bastava ter mais de 18 anos, falar inglês e mostrar efetivas habilidades de trabalho em grupo. Ter experiência anterior em voluntariado era um diferencial. Ou seja, com filtros tão abrangentes, uma grande parcela da população mundial estava apta a se candidatar. Assim, o cuidado dos russos em termos de segurança se tornou ainda maior.

“Nós montamos o centro de informação do futebol russo e centros de controle e comando regionais. Agências policiais e ligadas ao futebol estão analisando dados de grupos de risco, e por isso estamos checando os voluntários, principalmente em possíveis ligações com atividades terroristas”, justificou Igor Zubov, vice-ministro do Interior, segundo a TASS, agência de notícias do governo russo.

Além desse serviço de inteligência, diferentes departamentos de segurança do país serão divididos de acordo com responsabilidades específicas durante a Copa. Zonas de segurança foram definidas, assim como medidas extras.

Por exemplo, em determinadas áreas, há rigorosas restrições a trânsito de veículos, voos de drones e eventos públicos.

“Tenho certeza que com as medidas que tomamos garantiremos um nível adequado de segurança, o que será um marco importante no fortalecimento da segurança, da ordem e da lei”, continuou Zubov.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Topo