Copa 2018

Rival do Brasil pede ajuda de outros times para deixar elenco em forma

Alex Caparros/Getty Images
O preparador da Costa Rica irá visitar e acompanhar os treinos do zagueiro Duarte (esq) no Espanyol Imagem: Alex Caparros/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

21/04/2018 04h00

A Costa Rica decidiu abrir seu planejamento para a Copa do Mundo a profissionais de clubes e até de outra seleção. Pelo menos na preparação física, a segunda adversária do Brasil na Rússia deixou o orgulho de lado e irá submeter sua programação de treinos a pessoas mais experientes. Tudo para chegar em melhores condições ao torneio.

Não é comum uma seleção às vésperas da Copa pedir ajuda a outras comissões técnicas. Mas a Costa Rica não se importa com o que, para alguns, pode parecer falta de confiança na própria filosofia de trabalho.

“Vou dividir meu plano com colegas para trocar informações, ver o que eles estão fazendo e mostrar o que pensei para a Copa. Pegarei as sugestões que me derem e deixarei nossa preparação ainda melhor”, resumiu Erick Sánchez, responsável pela preparação física da Costa Rica.

E não se trata apenas de uma consulta. Ele garante que está pronto para mudar seu planejamento com base no que os outros profissionais disserem. “A ideia é aceitar as recomendações e alterações que eles queiram dar”.

Sánchez pretende falar com três preparadores. Um deles é Óscar Caro, da seleção espanhola, adversário que só pode cruzar com a Costa Rica numa eventual semifinal. Ele também consultará Óscar Ortega, do Atlético de Madri, e Juan Carlos Martínez, ex-Porto nos tempos de Julen Lopetegui, atual treinador da Espanha.

Tudo isso será feito em uma viagem de Sánchez à Europa. Na mesma época, ele pretende visitar dois dos zagueiros da Costa Rica em seus clubes e ver de perto como eles trabalham. São eles Giancarlo González, do Bologna, e Óscar Duarte, do Espanyol.

E engana-se quem ajuíze que Erick Sánchez seja um novato em seu trabalho na seleção da Costa Rica. Ele está na equipe nacional desde 2010 e já desenvolveu o trabalho que resultou na surpreendente campanha da Copa de 2014, quando os costarriquenhos chegaram às quartas de final. Para ele, no entanto, sempre é tempo de aprender mais. Mesmo às vésperas de uma Copa do Mundo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte - Imagens
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Blog do Rodrigo Mattos
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte - Futebol
Blog do Marcel Rizzo
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
UOL Esporte
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Copa do Mundo 2018
Topo