Copa 2018

Guerrero grava vídeo e pede calma a fãs "enfurecidos" com hotel de Lima

Ernesto Benavides/AFP Photo
Paolo Guerrero durante desembarque em Lima Imagem: Ernesto Benavides/AFP Photo

Da EFE

16/05/2018 07h04

O atacante do Flamengo, Paolo Guerrero, pediu na terça-feira tranquilidade aos seus fãs e que não eles persigam ninguém nas redes sociais, após a punição recebida na última segunda que o impede de defender a seleção peruana na Copa do Mundo da Rússia.

O jogador pediu calma e união por meio de um vídeo compartilhado no Facebook.

"Somos um país milenar que está começando a realizar seus sonhos. Vamos continuar por esse caminho sem violência", enfatizou.

O Ministério do Interior peruano advertiu que não vai tolerar as convocações que circulam nas redes sociais para atacar um hotel em Lima, que é acusado de não ter colaborado com a defesa de Guerrero, que não disputará o Mundial por conta de uma suspensão de 14 meses emitida pela Corte Arbitral do Esporte (CAS).

Diante disso, Guerrero pediu "que ninguém seja perseguido, e muito menos divulguem imagens ou dados de qualquer pessoa".

Outro alvo dos fãs do atacante foi o jogador Claudio Pizarro, apontado pela mãe de Guerrero, Petronila González, como responsável de um "complô" junto aos dirigentes da Federação Peruana de Futebol (FPF).

Ao retornar a Lima junto ao seu filho, ela, conhecida popularmente como 'Dona Peta' disse que se tinha excedido em suas palavras, por conta da dor causada com a punição recebida por Guerrero.

Após a advertência do ministério, nenhuma manifestação aconteceu nas imediações do Swissotel, onde se concentra a seleção peruana.

"A violência nunca é o caminho, o meu sonho é um Peru unido", afirmou o jogador ao desembarcar em seu país.

O capitão da seleção peruana disse que ele gostaria que qualquer manifestação pública ou privada acontecesse "de maneira pacífica e respeitando os direitos de todas as pessoas".

Durante o dia, o presidente do Peru, Martín Vizcarra, recebeu Paolo Guerrero no Palácio do Governo para expressar sua solidariedade pela sanção "injusta", segundo sua opinião.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo