Copa 2018

Real não desiste e escala Ronaldo para sondar Neymar, que se fecha por Copa

AFP PHOTO / FRANCK FIFE
Neymar recebe o prêmio de melhor jogador do Francês das mãos do ex-jogador Ronaldo Imagem: AFP PHOTO / FRANCK FIFE

João Henrique Marques, Pedro Ivo Almeida e Pedro Lopes

Do UOL, em Paris (FRA), Teresópolis (RJ) e São Paulo

25/05/2018 04h00

Cada vez mais jogar no Real Madrid faz parte do plano de carreira de Neymar, mas todas as questões e discussões em torno da viabilidade de uma transferência estão interrompidas até o fim da Copa do Mundo. A reportagem apurou que o atacante, em conjunto com o pai e empresário, Neymar da Silva Santos, adotou a postura de não realizar negociações ou tratar do assunto, mantendo 100% do foco no Mundial. Assim, qualquer tratativa só será retomada na segunda quinzena de julho – o encerramento da janela internacional de transferências é dia 31 de agosto.

Confira a tabela completa e o calendário de jogos
Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
DOC: a Rússia Gay que não pode sair do armário

As conversas entre as partes existem desde março, como mostrou o UOL Esporte, e o Real escalou Ronaldo, embaixador do clube, para ajudar na negociação. Embora cogite a ideia, Neymar não vê uma saída na atual janela como possível até por conta da sua situação contratual. Maior transação da história do futebol, ele não possui multa rescisória e precisaria da anuência do PSG para deixar o clube, algo pouco provável no cenário atual.

Diante de tudo isso e com a Copa do Mundo, maior objetivo da carreira, pela frente, Neymar prefere mergulhar no trabalho. O jogador teme viver transtornos parecidos com o do verão passado na Europa, quando trocou o Barcelona pelo Paris Saint-Germain. A amigos, comentou que chorava no quarto na concentração do Barcelona, em pré-temporada nos Estados Unidos em 2017, com dificuldades para decidir sobre a ida para a França

Na cabeça do jogador o cenário é claro: a continuidade em Paris não é uma prioridade. Permanecer por quatro anos, então, o tempo restante do contrato, é hipótese que desagrada – o brasileiro teme a passagem do tempo sem que cumpra seus objetivos esportivos. É aí que entra o desejo de voltar à Espanha para atuar no Real Madrid. 

O assunto é tema número 1 de entrevistas com o atacante e causa irritação. “Está chato”, já disse Neymar quando perguntado sobre o tema. “Isso me mata”, comentou, em espanhol, em outro momento ao ouvir a pergunta sobre o clube merengue.

Para evitar o tema, o estafe de Neymar tem tomado cuidado com entrevistas. Durante o tratamento da lesão no pé direito feito no Brasil, ele participou de conteúdos leves e amigáveis como o “Altas Horas” e o “Caldeirão do Hulk”, programas da Rede Globo. Outras gravações com ex-jogadores como Alex, da Espn Brasil, e Zico, do Esporte Interativo, foram feitas. Na única entrevista concedida para todos os meios, em um evento de marketing pessoal, as perguntas dos jornalistas precisavam ser enviadas por e-mail para o patrocinador, e passar por aprovação.

Na seleção, Neymar é protegido

Durante a preparação para a Copa do Mundo com a seleção na Granja Comary, uma possível transferência de Neymar para o Real passa longe de ser pauta. Também existe uma preocupação em preservar o atacante, que está retornando de fratura que o manteve dois meses afastado dos gramados.

É improvável que o camisa 10 fale na zona mista que acontece no próximo domingo, com presença de cinco ou seis jogadores. Entrevistas, se ocorrerem, só devem acontecer na etapa europeia de preparação, a partir do dia 28 de maio.

Negociação envolve Ronaldo

A busca do Real Madrid por Neymar é recorrente. O pai do jogador e Florentino Perez, presidente do Real Madrid, já trataram sobre o tema este ano. Pelo lado do jogador, a certeza é de que o clube espanhol fará tentativas até o último dia da janela internacional de transferências. O lado espanhol sabe da extrema dificuldade em concluir a negociação, mas estuda alternativas.

Dentre os trunfos dos madrilenhos está o brasileiro Ronaldo: embaixador oficial do Real, que tem relação próxima com Neymar e seu estafe. A ele, Florentino Perez deu a missão de auxiliar na operação – o retorno passado aos espanhóis pelo ex-centroavante foi otimista.

A movimentação é encabeçada pelo empresário israelense Pini Zahavi, que faz a ponte do Real Madrid com o estafe de Neymar. Outra figura importante é o agente brasileiro Humberto Paiva, um dos participantes da negociação com o PSG. Sua presença ao lado do pai do camisa 10 é constante em Paris – Humberto tem trânsito livre no PSG por também negociar detalhes contratuais do atacante com o clube.

O assunto é tratado como extremamente delicado. Como vender um jogador comprado um ano antes por 222 milhões de euros? Os contatos são mantidos também com a expectativa de se aproximar de um acordo no futuro. Ver o PSG ceder à pressão a partir de 2019 é algo considerado mais provável.

“Ele tem contrato com a gente, ele quer ficar, quer continuar no nosso projeto, não tem outra opção. É Neymar, é Paris Saint-Germain”, declarou recentemente o presidente do PSG, Nasser Al-Kelahifi.

E o futuro no PSG?

Com a falta de crença em um acordo rápido com o Real Madrid, Neymar faz planos de permanecer por mais uma temporada no PSG. No clube, já avisou o diretor esportivo, o brasileiro Maxwell, sobre a permanência. Isso não gera insatisfação, dizem amigos do camisa 10.

Na cabeça de Neymar agora está a Copa do Mundo. Com o PSG, o que mais o agrada segue sendo a amizade e o convívio com os brasileiros Thiago Silva, Marquinhos e Daniel Alves. Já o maior descontentamento é participar do Campeonato Francês, considerado violento e de nível técnico mais baixo que o Espanhol.

O caminho escolhido no PSG era considerado por Neymar como o mais curto para a conquista da Bola de Ouro, o prêmio da Fifa ao melhor jogador do mundo. Com uma primeira temporada de difícil adaptação em Paris e uma grave lesão no pé direito, no entanto, a expectativa diminuiu. Isso também o incentivou a não fazer garantias públicas de permanência.

“Toda janela é assim. Toda janela falam diversas coisas e eu não estou no momento de falar sobre nada”, disse Neymar. “Todo mundo sabe do que eu vim fazer aqui, dos objetivos que eu tenho e agora meu objetivo é focar na Copa do Mundo. Não é ficar falando sobre transferência”, disse Neymar em rápida entrevista há dez dias em Paris, após a conquista do prêmio de melhor jogador do Campeonato Francês, evento em que, mais uma vez, os jornalistas foram orientados a realizar, prioritariamente, perguntas sobre a premiação.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo