Copa 2018

Messi evita empolgação, mas promete luta: "temos jogadores impressionantes"

Do UOL, em São Paulo

30/05/2018 07h45

Autor de três gols na vitória por 4 a 0 da Argentina sobre o Haiti, o meia-atacante Lionel Messi tirou o peso de favorita de sua seleção antes da viagem para a Copa do Mundo, mas sem perder o desejo de chegar ao primeiro título mundial. Em entrevista ao canal "TyC Sports", o jogador disse que o país está se fortalecendo e conta com “jogadores impressionantes” para brigar de igual para igual com qualquer adversário na Rússia.

Confira a tabela completa e o calendário de jogos
Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
DOC: a Rússia Gay que não pode sair do armário

"Nós estamos indo com entusiasmo, todos nós estamos indo para o mesmo objetivo, é o nosso sonho e do país. Nós não somos candidatos, tivemos um processo complicado, nos custou para classificar. Hoje, é verdade que não somos candidatos, mas estamos nos fortalecendo para lutar. Temos uma boa oportunidade, vamos em busca disso, vamos deixar tudo, temos jogadores impressionantes”, disse.

O processo complicado a que se referiu Messi foi longo e penoso. Após o vice-campeonato do Mundial de 2014, o país acumulou mais duas derrotas em finais, ambas para o Chile nas edições de 2015 e 2016 da Copa América. Após o terceiro vice consecutivo, Messi chegou a indicar que não jogaria mais pela seleção, o que foi contornado. Para completar, o país passou grande parte das Eliminatórias ameaçada e só garantiu a vaga na última rodada.

“Antes de mais nada, quero agradecer ao povo porque as Eliminatórias não foram fáceis, todo esse processo. Quando viemos enfrentar o Peru (empate na penúltima rodada), foi um momento complicado. Eu sempre senti o carinho de todos, estou muito grato. Além do resultado foi um dia para desfrutar", disse.

Depois da despedida em La Bombonera, a Argentina viaja para a Espanha, onde dará continuidade à preparação para o Mundial. Antes da estreia contra a Islândia no dia 16 de junho, a seleção enfrentará Israel em amistoso no dia 9 de junho. O país encara ainda Croácia e Nigéria na primeira fase da Copa.

"Ganhar o primeiro jogo é o mais importante, que lhe dá tranquilidade para os outros dois jogos do grupo. Temos jogos muito complicados e teremos que trabalhar e correr para ganhá-los”, disse Messi.

Já o técnico Jorge Sampaoli acredita que o amistoso contra o Haiti teve grande importância para a estreia contra a Islândia na Copa do Mundo.

"A Islândia vai ser um jogo semelhante ao de hoje, porque a Islândia tem um padrão mais rígido, com jogadores muito fortes, e eles vão tentar tirar proveito da altura e velocidade de seus adversários”, analisou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo