Topo

Copa 2018


Zidane relembra orientação para fazer gols de cabeça no Brasil em 1998

Stu Forster/Allsport
Imagem: Stu Forster/Allsport

da AFP, em Paris (França)

2018-05-30T20:18:48

30/05/2018 20h18

"É certo que minha vida mudou com aquele jogo. Eu me tornei um jogador que marcou a história do futebol francês", confessou Zinedine Zidane em entrevista que será publicada no jornal L'Equipe, nesta quinta-feira, em comemoração aos 20 anos do único título mundial da França, conquistado em 1998.

Confira a tabela completa e o calendário de jogos
Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
DOC: a Rússia Gay que não pode sair do armário

Perguntado se estava consciente do impacto que seus dois gols na final contra o Brasil (3-0) teriam, o atual técnico do Real Madrid respondeu: "Não sabia naquele momento. Mas é certo que minha vida mudou com aquele jogo. Eu me tornei um jogador que mudou a história do futebol francês. É certo, é preciso dizer. As pessoas mudaram comigo, seus olhares... Sentia a cada vez que eu cruzava com alguém", revelou Zidane.

"Nos dias antes da final, o técnico Aimé Jacquet destacou as cobranças de escanteio: 'Zizou, sei que o jogo de cabeça não é o seu forte, mas com este brasileiro de 1,70m (Roberto Carlos), o outro um pouco mais alto (Leonardo, 1,75 metros), garanto que se você for com convicção poderá fazer algo'. E foi assim", lembra Zidane, que marcou dois gols de cabeça em cobranças de escanteio.

Após um início de Mundial decepcionante, com expulsão contra a Arábia Saudita na primeira fase, Zidane entrou na história do futebol francês com dois gols na final contra o atual campeão, Brasil, dando ao seu país o único título de Copa do Mundo em sua história.

Mais Copa 2018