Copa 2018

Neymar no banco e R. Augusto em dúvida reforçam problemas físicos do Brasil

Peter Cziborra/Reuters
Neymar recebe atenção do massagista durante treino da seleção brasileira Imagem: Peter Cziborra/Reuters

Danilo Lavieri, Dassler Marques e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Londres

31/05/2018 17h00

A seleção brasileira tem enfrentado alguns problemas no seu caminho de preparação para a Copa do Mundo. Nesta quinta-feira (31), foi a vez de Renato Augusto ser afastado dos treinamentos por conta de uma dor no joelho. Ainda assim, a ordem é que a “briga de galo” seja mantida.

Confira a tabela completa e o calendário de jogos
Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
DOC: a Rússia Gay que não pode sair do armário

A expressão foi usada por Fernandinho, em entrevista coletiva nesta quinta-feira (31). O volante afirmou que todos os atletas sabem do risco de uma lesão às vésperas do Mundial, mas que não há hipótese de “tirar o pé” para evitar problemas.

Além de Renato Augusto, o departamento médico da seleção tem cuidados especiais com Douglas Costa, que se recupera de uma lesão na coxa, Neymar, que ainda não está 100% após operar o seu pé, e recém-liberou Fágner que se recuperou de um problema muscular. Filipe Luís, que operou a perna em março, já disputou três jogos e está liberado.

Tudo isso sem contar a não convocação de Daniel Alves, que seria o capitão do time em uma eventual final e não pôde ser chamado por uma lesão no joelho.

“A Copa é rápido demais. Desde o primeiro até a final são sete jogos, é um tiro curto. É claro que existe essa preocupação em todos os atletas, é algo real. Ninguém quer ser cortado de uma seleção brasileira. Mas todos se dedicam ao máximo, ninguém tira o pé de dividida ou economizando esforço. É bonito de ver. Ontem mesmo eu estava conversando com o Danilo porque estava como se fosse uma ‘briga de galo’. A pegada está muito grande”, afirmou.

“A gente precisa deixar de lado a preocupação. Não podemos nos poupar em treinamentos e jogos porque o Brasil precisa ter todos os jogadores 100%. São lesões que podem acontecer e a gente é profissional suficiente para lidar com isso”, completou.

Fernandinho ainda comentou de maneira específica a recuperação de Neymar e lembrou que já passou por um problema semelhante ao do camisa 10.
Apesar de saber que o atacante não poderá disputar os 90 minutos do amistoso de domingo (3), contra a Croácia, e que nem deve ser o titular, ele vê o atleta do PSG em ótima recuperação.

“Essa lesão é chata. Eu já tive ela quando era mais novo, dói um pouco depois de um tempo. É lesão no osso, é complicado. Pelos movimentos que ele tem feito, pela forma que treinou, eu tenho visto que está muito bem. Está retomando a confiança. Ele é abusado, tenta driblar os defensores. Isso é o primeiro passo para que ele retome a confiança 100%. A gente torce para que ele esteja recuperado”, finalizou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo