Copa 2018

Neymar volta após 3 meses, espanta medo com golaço e comemora com médico

Danilo Lavieri, Dassler Marques e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Liverpool (Inglaterra)

03/06/2018 12h52

Após quase três meses da complicada lesão no pé direito, Neymar voltou a disputar uma partida. E foi em grande estilo. Neste domingo (3), em Liverpool, o craque participou dos 45 minutos finais do amistoso entre Brasil e Croácia e marcou o golaço que garantiu a vitória da seleção por 2 a 0.

Confira a tabela completa e o calendário de jogos
Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
DOC: a Rússia Gay que não pode sair do armário

Após um início receoso, quando chegou a tirar o pé de uma disputa, o craque espantou o medo em belo lance aos 23 minutos da etapa final. Philippe Coutinho recebeu passe de Willian pelo meio e tocou para Neymar na esquerda; o meia avançou, tirou dois marcadores em um espaço pequeno e, já perto da pequena área, finalizou para balançar a rede.

Era a alegria que faltava para um time com dificuldades em campo e uma torcida fria. Com dedo apontando para o céu, abraçou os companheiros e reservou uma comemoração especial. Neymar correu para o banco de reservas e fez questão de abraçar o médico Rodrigo Lasmar, que realizou sua cirurgia e cuidou da recuperação nas últimas semanas. O fisioterapeuta Rafael Martini também foi lembrado na festa.

Apesar da movimentação normal em campo e da boa atuação, o jogador teve um protocolo diferente de preparação pré-jogo. Neymar não foi a campo para o aquecimento tradicional antes de a bola rolar. Ele ficou no vestiário fazendo um trabalho especial de fisioterapia. Do banco de reservas, ele viu Roberto Firmino “roubar” seu posto e ser o mais ovacionado durante o anúncio dos jogadores no placar de Anfield.

Sentado ao lado de companheiros e comissão técnica, Neymar chamava a atenção. Não apenas por estar em um lugar que não lhe é comum, mas também por ser o único dos jogadores a não usar o colete de reserva no banco. Na volta para o segundo tempo, o sistema de som anunciou a entrada do camisa 10 na vaga de Fernandinho. Era o que faltava para a arquibancada fria de Anfield, enfim, se animar.

No primeiro lance, evitou uma dividida mais forte. Aos 11min, chutou a gol pela primeira vez para a defesa de Subasic. Visado, recebeu entradas duras aos 16 e aos 22 minutos, antes do golaço marcado aos 23 minutos.

Na sequência, o craque seguiu comandando as ações ofensivas de um time que não se entendia diante da Croácia. Neymar ainda criou mais duas chances antes de ver Roberto Firmino fechar o placar com belo gol nos acréscimos.

A um gol de Romário

Com o golaço deste domingo, Neymar ainda ficou mais perto de fazer história. Com 54 gols em 84 jogos pela seleção brasileira, ele está a um tento de igualar Romário e pular para a quarta posição na lista dos maiores artilheiros com a camisa amarela. Pelé é o líder, com 95 gols marcados.em 114 partidas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo