Copa 2018

Capitão sérvio deixou Guardiola na saudade e apavorou Natal de Manchester

ATTILA KISBENEDEK/AFP
Aleksandar Kolarov deixa o avião com a seleção da sérvia em Kaliningrado Imagem: ATTILA KISBENEDEK/AFP

Do UOL, em São Paulo

13/06/2018 04h00

Causou surpresa na Sérvia a decisão do técnico Mladen Krstajic de optar pelo lateral esquerdo Aleksandar Kolarov como seu novo capitão. Afinal, o zagueiro Branislav Ivanovic ainda está em forma e havia vestido a braçadeira durante a bem-sucedida eliminatória rumo à Copa de 2018.  "Tomamos essa decisão, que é um assunto interno, mas quero deixar claro que não há nenhum mal-entendido com Ivanovic, que segue parte da equipe", disse Krstajic.

Independentemente das motivações do novo treinador - a quem caberá armar a Sérvia para enfrentar o Brasil pelo dia 27 de junho, em Moscou, pela terceira rodada da Copa --, questionar a personalidade de Kolarov não faria sentido. Isso é o que não falta ao jogador de 32 anos.  

Estamos falando de um sérvio que, para jogar pela Roma nesta temporada, virou as costas para o poderoso Manchester City e seu treinador, Pep Guardiola. Esse não é o tipo de frase mais comum de se ler no noticiário do mercado do futebol europeu atual, convenhamos.

Ainda que conformado, Guardiola lamentou a decisão do atleta. “Não gosto de trabalhar com pessoas que não querem ficar. ‘Kola’ me ajudou demais na temporada passada. Mas ele tinha essa chance de retornar à Roma. Por isso, veio até a mim e pediu para sair. Tivemos uma excelente relação. Foi muito legal treiná-lo”, disse o espanhol. 

Essa não foi a primeira mudança de clube da carreira de Kolarov que tenha dado o que falar. Muito antes de alcançar a fama na Europa, ele foi manchete na Sérvia quando trocou o Cukaricki pelo OFK, ambos da capital Belgrado, em 2006. Um ano e meio depois, iria para a Lazio. Reportagens da imprensa local alegam que o OFK seria um mero intermediário para transações de promissores jovens, com dirigentes da federação sérvia lucrando na operação.

Também causou burburinho seu retorno à capital italiana para jogar pelo arquirrival da Lazio, clube pelo qual jogou de 2007 a 2010. Foi justamente em um clássico romano, de 2009, em que marcou o golaço definitivo de sua carreira em vitória por 4 a 2, superando o goleiro Doni.

Pelo Manchester City, o sérvio ganhou dois campeonatos nacionais, uma Copa da Inglaterra e duas Copas da liga. Mas talvez tenha ficado mais famoso por sua participação nas redes sociais do clube.

Kolarov, que já disputou o Mundial em 2010, viralizou no Reino Unido especialmente por um vídeo gravado pelo City em 2013, no qual parece basicamente um assassino profissional apavorando criancinhas ao gravar dizeres natalinos supostamente dóceis.

Claro que Kolarov não conquistou a confiança de Guardiola por causa de seus talentos midiáticos. O técnico apreciava mais sua versatilidade em campo, a ponto de usá-lo também como zagueiro. Em partida contra o Sunderland pela temporada passada, jogou tão bem que deixou o espanhol boquiaberto. “Foi uma das melhores atuações que já vi de um zagueiro”, disse.

No confronto com o Liverpool pelas quartas de final da Liga dos Campeões deste ano, pelo qual seu time levou cinco gols em duas partidas, Guardiola certamente poderia ter contado com a segurança de Kolarov na linha defensiva.

O irônico é que, de modo pouco provável, o sérvio mais uma vez deixou o endinheirado clube britânico e seu prestigiado treinador para trás, já que a Roma, quebrando as bancas de apostas, avançou às semifinais do torneio continental. Foi eliminada pelo mesmo Liverpool, é verdade.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo