Brasil

Paulinho vê volta por cima com Tite e esbanja confiança: "difícil eu sair"

Andre Mourao / MoWA Press
Paulinho sorri durante entrevista coletiva Imagem: Andre Mourao / MoWA Press

Danilo Lavieri, Dassler Marques, João Henrique Marques, Pedro Ivo Almeida e Ricardo Perrone

Do UOL, em Sochi (Rússia)

13/06/2018 12h50

Paulinho esbanjou confiança nesta quarta-feira ao comentar seu momento na seleção brasileira, às vésperas de estrear em sua segunda Copa do Mundo. Depois de se afastar da elite do futebol após uma passagem ruim no Tottenham, o volante tem papel relevante no Barcelona e é titular absoluto de Tite. 

Brasil estreia às 15h deste domingo; veja a tabela
Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
Neymar S/A: a engrenagem por trás do camisa 10

Paulinho chegou a praticamente desistir da seleção brasileira após ter feito parte do elenco do 7 a 1 e, com a chegada do novo treinador, em 2016, voltou a mostrar o futebol que o colocou como um dos melhores do país na época do Corinthians.

“Eu sempre superei adversidades na minha carreira. Eu sempre sofri com desconfianças, críticas e nunca deixei de ser profissional. Chegar à seleção é difícil. E agora é difícil eu sair. Não me sinto pressionado e, sim, privilegiado em chegar aqui no melhor momento da minha carreira e da minha vida”, afirmou.

“Quando saí do Tottenham para China, sabia que o maior objetivo era jogar. Não estava jogando e queria sequência. Estava trabalhando porque queria isso e tinha esse foco para aí sim futuramente retornar à seleção”, completou.

REUTERS/Hannah Mckay
Presente em 2014, Paulinho está prestes a jogar sua segunda Copa Imagem: REUTERS/Hannah Mckay

O volante analisou a importância da Tite para voltar a atuar em alto nível e ser contratado como um dos maiores investimentos da história do Barcelona. No seu início no clube catalão, inclusive, ele chegou a competir com Messi e Cristiano Ronaldo como um dos goleadores do Espanhol.

“Depois que o Tite assumiu, não é que comecei a trabalhar mais ou fazer mais. Mas eu sabia que eu iria fazer meu trabalho da melhor forma e tinha certeza que seria observado”, explicou.

“Sei da minha importância para o grupo da seleção. O que devo falar ao Tite e aos companheiros é agradecer por me dar mais uma oportunidade de disputar uma Copa do Mundo. Tite me conhece muito bem, eu o conheço há algum tempo do Corinthians. Ele sabe minha filosofia e característica e o que posso fazer e oferecer à equipe. Tem 23 homens que sempre vão lutar pela seleção”, finalizou.

Nesta quarta-feira (13), Tite indicou que repetirá na estreia da Copa do Mundo, contra a Suíça, às 15h (de Brasília) deste domingo, o time que venceu a Áustria por 3 a 0 no último amistoso. Com isso, Paulinho seguirá no time.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Brasil

Topo