Copa 2018

Petkovic lembra de sua profecia da Copa-14: "O futebol brasileiro melhorou"

Adriano Wilkson e Bruno Freitas

Do UOL, em São Paulo

13/06/2018 04h00

O sérvio Dejan Petkovic está na Rússia para comentar a Copa do Mundo como contratado do SporTV. Antes de viajar, ele conversou com o UOL Esporte sobre o primeiro Mundial que viverá de perto e integralmente. O ídolo do Flamengo, que vive no Brasil há 21 anos, falou de um antigo comentário que acabou viralizando por ser uma espécie de profecia sobre o futebol brasileiro.

Brasil estreia às 15h deste domingo; veja a tabela
Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
Super-heróis: Marcelo sofreu com 7 a 1 e ganhou peso

"Ânimo, galera. Tudo vai melhorar depois da Copa-2014", escreveu um otimista Pet em 2010, após a queda da seleção brasileira no Mundial da África do Sul. Desde então, o tuite vem ganhando repercussão na internet, com muitas pessoas questionando o significado e a precisão das palavras do sérvio. Foram até agora 183 mil retuítes, 64 mil likes e mais de mil comentários.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Oito anos depois, Petkovic deu mais detalhes para quem quiser fazer a análise de seu discurso.

“Falei ‘depois de 2014’. Não falei que ia ser em 2015, 2018 ou 2035. Mas depois da Copa de 2014. Isso aí basta pra entender. Sei lá, em 2050 pode melhorar”, disse o comentarista. Depois da previsão de Pet, a seleção brasileira sofreu uma eliminação em casa e um 7 a 1. “Às vezes você tem que afundar pra depois melhorar”, disse ele. Mas, por outro lado, o sérvio acredita que sua profecia se cumpriu, ao menos em partes.

“Eu estava falando do futebol brasileiro, disse: ‘Ânimo galera que depois da Copa de 2014 tudo vai melhorar’. E melhorou. O futebol brasileiro melhorou, talvez não no aspecto técnico, mas no aspecto organizacional, no aspecto de mudanças.”

Depois de ser um convidado habitual em programas do SporTV, o sérvio assinou contratou com a emissora para ser um comentarista fixo no canal. Ele fará participações em programas da casa como o Seleção SporTV.

Marcio Komesu/UOL
Imagem: Marcio Komesu/UOL

“Minha filha mais nova falou: ‘Pai, que bom emprego você arrumou. Você vai fazer aquilo que faz 24 horas por dia em casa’”, disse Petkovic sobre sua nova função. “Olhando assim parece tão simples. Mas tem que escolher os comentários, tem que ter critério, experiência, pra poder erra o menos possível.”

Com um currículo de jogador extenso (Pet jogou no Vitória, Flamengo, Fluminense, Vasco, Santos, Goiás e Atlético-MG, além do Real Madrid e de outros times da Espanha e da China), o sérvio também teve experiências como técnico e dirigente. Estrangeiro que mais fez gol pelo Campeonato Brasileiro até hoje, ele costuma receber o carinho das torcidas que defendeu. Agora, anda refletindo sobre a função de comentarista e o impacto que suas palavras podem causar na opinião pública.

“Nós comentaristas temos nosso peso. Temos que ter certo cuidado em como a gente se expressa, como leva as opiniões. Quando coloco minha opinião sobre algum clube, algum jogador, simplesmente expresso meu ponto de vista, minha verdade, que não é absoluta”, disse ele.

“Quando isso é transmitido pras mídias sociais, que estão bombando, não tenho nenhum problema com isso, mas quando isso é transmitido sem comentar, e em cima disso colocam um título que não tem nada a ver com o conteúdo e nada a ver com a relevância do assunto, as mídias sociais usam suas frases pra aparecer pra ganhar publicidade. Isso é a um abuso e acontece com todo mundo.”

Petkovic ainda não sabe se trabalhará na transmissão de Brasil e Sérvia, marcado para o dia 27 de junho, na terceira rodada da fase de grupos da Copa. Torcedor assumido dos dois lados, ele espera que até lá as duas seleções já estejam classificadas às oitavas.

"Acho que as zebras acontecem, mas o Brasil é um dos favoritos e está jogando muito bem. Desde que eu acompanho o Brasil, acho que esta é a chegada numa Copa mais firme, mais consistente, com mais resultados no papel, mas conquistados com propriedade, com mérito, desde o momento que o Tite assumiu."

O UOL Esporte conversou com Petkovic durante mais de uma hora e publicará a entrevista completa depois da Copa.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo