Topo

Alemanha

  • Athletico CAP
  • Atlético-MG AMG
  • Avaí AVA
  • Bahia BAH
  • Botafogo BOT
  • Ceará CEA
  • Corinthians COR
  • Coritiba CBA
  • Chapecoense CHA
  • Cruzeiro CRU
  • CSA CSA
  • Flamengo FLA
  • Fluminense FLU
  • Fortaleza FOR
  • Goiás GOI
  • Grêmio GRE
  • Internacional INT
  • Palmeiras PAL
  • Santos SAN
  • São Paulo SAO
  • Sport SPO
  • Vasco VAS

Campeão em 2014, Khedira diz: "Alemanha tem de impor jogo e jogar sem medo"

AFP PHOTO / Patrik STOLLARZ
Sami Khedira treina com a seleção alemã em Vatutinki Imagem: AFP PHOTO / Patrik STOLLARZ

Do UOL, em São Paulo

2018-06-14T11:34:50

14/06/2018 11h34

Atual campeã do mundo, a Alemanha estreia contra o México no próximo domingo (17). Uma das referências do meio-campo germânico, o meia Sami Khedira acredita que começar com uma vitória é essencial para a seleção.

Confira a tabela completa e o calendário de jogos
Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
DOC: a Rússia Gay que não pode sair do armário

Em entrevista ao site oficial da Federação Alemã de Futebol, o meia da Juventus lembrou das estreias nos últimos Mundiais, falou dos jogos ruins nos últimos amistosos e pediu concentração contra o México.

“Uma vitória no primeiro jogo é importante, mesmo para a confiança da equipe. Quem comete o menor número de erros vence o torneio. Temos de impor nosso jogo e jogar sem medo”, disse Khedira.

Adversário no domingo, o atacante Chicharito Hernández é uma das esperanças do México para tentar surpreender os alemães. Para Khedira, o jogador do West Ham é o astro dos mexicanos.

“É um jogador que nunca desiste, ele é o símbolo de toda a equipe mexicana, tem muita qualidade, nunca para de correr. Chicharito é certamente o principal jogador do México”, afirma.

O fraco desempenho dos alemães contra Áustria e Arábia Saudita não chega a ser motivo de preocupação, mas liga o sinal de alerta. A Alemanha perdeu para os austríacos por 2 a 1 e venceu a Arábia Saudita pelo mesmo placar nos amistosos finais antes da Copa.

“Nós conversamos sobre o jogo, mas isso é passado. Poderíamos ter feito três ou quatro gols no primeiro tempo contra a Arábia Saudita. Todos os jogadores sabem que, se repetirmos o desempenho ruim na Copa do Mundo, seremos eliminados”.

Mais Alemanha